terça-feira, 5 de abril de 2016

Prefeita de Rosário inaugurou obra de Macrodrenagem e horas depois alagamento foi registrado

Chuva típica desta época do ano acabou com a "maquiagem" e molhou a festa da prefeita
Considerada a principal obra da gestão municipal de Irlahi Moraes (PMDB), a macrodrenagem da Travessa da Balaiada, no Centro da cidade de Rosário virou motivo de reclamação dos moradores neste domingo (03), isto se deve ao fato que horas após a inauguração o local registrou mais um alagamento que invadiu casas e causou transtornos.

O ato simbólico de inauguração da rua aconteceu pela manhã com um café e cerimonial, depois no final da rua houve uma grande festa com direito a “churrasco open bar” (boca livre com bebidas liberadas) que se seguiu durante todo o dia, mas não se sabe quanto essa "cachaçada" vai custar aos cofres públicos, algo que na gestão passada ironicamente era criticado e muito por Irlahi e seus aliados. O "rega-bofe" com tenda e outras regalias seguia tranquilo com as mesmas figurinhas de sempre e a já costumeira ausência de populares... Porém... Como diz o ditado popular, esqueceram de combinar com São Pedro. E com a chuva logo veio o tradicional alagamento na Travessa da Balaiada que atingiu a Av. Dr. José Domingues, Rua 13 de Maio, as travessas próximas e outros lugares vizinhos, deixando o Centro “ilhado”. Enquanto a prefeita e sua “curiola” festejavam com o dinheiro público no canto com um famoso bar da cidade, mais abaixo os moradores sofriam com o alagamento e muitos revoltados rebatiam postando fotos e vídeos na Internet.




Café da manhã
atraiu algumas pessoas

A obra milionária tinha como objetivo principal construir um potente sistema de escoamento das águas das chuvas e as que já circulam normalmente. O sistema visava acabar com os problemas de cheias e alagamentos na travessa e lugares vizinhos. Atrelado ao projeto estava à pavimentação que chegou a ser anunciada que seria de bloquetes, mas foi realizada com colocação de cimento, o que obrigou a Prefeitura a colocar barreiras com tubos de concretos para impedir a circulação de grandes veículos, por exemplo, caminhões de lixo (este fato tem obrigado moradores a jogarem seu lixo nos cantos o que piora o problema).

A obra foi feita e refeita várias vezes, se mostrando uma aberração de engenharia, mas nem o trabalho recente para desentupir os bueiros foi suficiente. De fato ficou mais bonito com a urbanização e até melhorou o escoamento, porém não acabou com a problemática que foi expandida até para lugares vizinhos que outrora não alagavam e prejudicando grande parte do Centro da cidade. 





"Churrasco open bar" não atraiu o povão e serviu para mostrar
que a rejeição de Irlahi segue alta na Sede, até mesmo no Centro de Rosário
Os alagamentos na Av. Dr. José Domingues pioraram depois da obra 


Aliados da prefeita culpam o que chamam de "volume anormais de chuva", mostrando claramente um total desconhecimento sobre a realidade da cidade que tem um período chuvoso intenso nesta época. Percebe-se que os responsáveis pela obra não a planejaram com a utilização dos índices pluviométricos dos últimos anos na cidade, algo extremamente necessário por se tratar de uma área que mesmo no período de seca apresenta um grande fluxo de águas (externas e internas) e esgoto em geral. 

O que se pergunta na cidade é qual a necessidade da festa de inauguração para uma obra que foi inaugurada no ano passado, com direito a grande divulgação paga na mídia maranhense. Interessante é que ironicamente em um postagens da página de Irlahi Moraes no Facebook, onde foi afirmado (e comemorado) que o problema tinha sido resolvido naquela região, como pode ser observado na imagem a seguir de outubro de 2015:

É mesmo Irlahi? Jura? Acabou mesmo?


 A prefeita de Rosário tentou se promover para queles que não conhecem a realidade e foi "trolada" pela chuva. Teve pré-candidato a vereador de Irlahi que saiu a francesa antes do tempo fechar e outros que nem foram com medo dos olhares de rejeição dos moradores.


Veja como foi a repercussão, na redes sociais e aplicativos de mensagens, sobre a inauguração seguida de alagamento e o que dizem os moradores e outros conhecedores desta realidade:

Teve residência que foi invadida pelas águas, segundo o relato

A situação poderia ter sido pior se
alguns moradores não tivessem improvisado barreiras

A reclamação foi geral e mostrou toda a revolta com a situação por
quem conhece a realidade do Centro de Rosário




Os memes também marcaram presença nesta inauguração e repercutiram na Internet em geral (confira alguns):







Os moradores também postaram vários vídeos, mas o blog selecionou apenas um e colocou no Youtube (para visualizar basta clicar): 






Do Rosário Noticias

Nenhum comentário:

Maternidade Maria do Amparo retorna as suas atividades em São Luís

Em São Luís, as portas da Maternidade Maria do Amparo, no bairro do Anil, foram reabertas. O funcionamento foi suspenso no dia 11 de deze...