segunda-feira, 20 de maio de 2019

Câmara de São Luís rejeita pedido de impeachment contra Prefeito

A Câmara Municipal de São Luís rejeitou, na manhã desta segunda-feira (20/05), um pedido para abertura de processo de impeachment contra o prefeito Edivaldo Júnior. Com 31 vereadores em plenário, 25 votaram contrariamente à admissibilidade da denúncia, enquanto dois se abstiveram e outros 03 parlamentares foram favoráveis ao pedido de abertura de processo. O presidente da Câmara, vereador Osmar Filho (PDT), que coordenou os trabalhos, só votaria em caso de desempate.
O pedido de impeachment contra o chefe do executivo foi protocolado na Casa, na última segunda-feira (16), pelo advogado Pedro Michel da Silva Serejo. A sessão, que começou às 9h, durou pouco mais de três horas e teve a presença de todos os vereadores ludovicenses.
A oposição precisava de maioria simples para aprovar a abertura do processo. A possibilidade foi colocada em votação depois que veio a público a suspeita de que Edivaldo teria praticado operação de crédito de parcelamento de dívida sem autorização legislativa.
Parlamentares da base aliada comentaram o pedido e criticaram a banalização do dispositivo. “Está ocorrendo a banalização do instituto do impeachment”, disse o vereador Paulo Victor (PTC).
Já o vereador Pavão Filho, líder do governo na Casa, teria ocorrido uma “forçação de barra” no pedido. Segundo ele, não haveria elementos suficientes para abertura de investigação contra o prefeito. “Temos muito mais coisas a fazer, muitos outros projetos para serem votados”, disse ele.
O vereador Estevão Aragão, líder da oposição reagiu, dizendo que Edivaldo cometeu crime de improbidade administrativa ao utilizar praticar um ato à revelia da Câmara. “Fiscalizar os atos do Executivo é uma das atribuições dos vereadores e no meu ponto de vista o prefeito praticou ato de improbidade ao assinar um ato sem a autorização desta Casa”, destacou o tucano.
TRÂMITE
Conforme determina o Decreto-Lei 201/67, o presidente da Câmara deve consultar o plenário de vereadores sobre o recebimento da denúncia. Se a maioria dos parlamentares presentes (obedecido o quórum mínimo de 21 vereadores) decide pelo recebimento da denúncia, na mesma sessão é constituída a Comissão Processante, com três vereadores definidos por meio de sorteio, bem como são eleitos o presidente e o relator.
Caso aprovada a admissibilidade do processo, o início dos trabalhos da Comissão Processante deve ocorrer em até cinco dias. O prefeito tem, então, dez dias, após ser notificado, para apresentar defesa prévia e arrolar até dez testemunhas. Após o recebimento da defesa, a Comissão emite, dentro de cinco dias, parecer opinando pelo prosseguimento ou arquivamento da denúncia. A decisão pelo arquivamento deve ser submetida ao plenário. Se a Comissão opina pelo prosseguimento, o presidente da Câmara deve designar o início da instrução e determinar os atos, diligências e audiências que se fizerem necessários para o depoimento do denunciado e inquirição das testemunhas.
Concluída a instrução, é aberta vista do processo ao denunciado, para razões escritas. Após este trâmite, a Comissão emite parecer final, pela procedência ou improcedência da acusação, e solicita ao presidente da Câmara a sessão para julgamento. Para o prefeito ser afastado do cargo, é necessário que dois terços dos membros da Câmara assim decidam. Conforme o Decreto-Lei, o processo tem prazo de 90 dias, a contar da notificação do acusado.
Votaram Não – Isaías Pereirinha, Silvino Abreu, Fátima Araújo, Afonso Manoel, Concita Pinto, Astro de Ogum, Edson Gaguinho, Josué Pinheiro, Sá Marques, Dr. Gutemberg, Raimundo Penha, Paulo Victor, Marcelo Poeta, Antonio Garcez, Aldir Júnior, Ricardo Diniz, Barbara Soeiro, Marquinhos, Nato Júnior, Pavão Filho, Genival Alves, Joãozinho Freitas, Umbelino Júnior, Chaguinhas e Beto Castro.
Votaram SIM – Resultado – Marcial Lima, Cesar Bombeiro e Estevão Aragão
Abstenção – Chico Crvalho e Honorato Fernandes

domingo, 19 de maio de 2019

Edivaldo Jr. tem o 4º maior salário de prefeito de capital do país

Prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior
Em um  levantamento foi feito pelo G1, portal de notícias, e divulgado  nesta sexta-feira 17 .O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) dispõe do 4º maior salário entre os prefeitos de capitais do país.
Com salário de R$ 25 mil, Edivaldo fica atrás apenas de Alexandre Kalil, de Belo Horizonte, com salário de R$ 31.061,47; Gean Loureiro, de Florianópolis, com salário de R$ 26.385,00 e Iris Rezende, de Goiânia, com salário de R$ 25.865,00.
O vencimento de Edivaldo Holanda Júnior é superior a prefeitos de capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, João Pessoa, Natal, Porto Alegre e Curitiba. 

27º BPM de Rosário inaugura anexo com consultório odontológico

Todo o efetivo da policia militar responsável pelas ações de segurança pública na região, esteve reunido na tarde desta sexta-feira (17), para cerimônia que marcou a inauguração das novas instalações anexa ao prédio do 27º Batalhão de Polícia Militar, em Rosário. 


A nova estrutura conta com Refeitório, Sala de Estar, Alojamento de Praças e Consultório Odontológico. Este por ultimo,  deve atender os 195 policiais militares que compõem o 27º BPM, bem como a comunidade de baixa renda. 


Logo no inicio foi ofertado ação social para moradores de comunidades carentes no entorno do batalhão, seguido de momentos de oração, para fortalecer os policiais espiritualmente, que enfrentam diariamente, as mazelas da sociedade. 

O comandante do 27º BPM, Major Francisco Pereira, afirmou que o feito é uma grande conquista para a corporação e a sociedade da região. 

Coronel Glauber - Comandante de área, enfatizou que a polícia militar busca se expandir cada vez mais, dando destaque para a estruturação do 27º BPM. 

Coronel Silva Filho – Coordenador Setorial do Pacto pela Paz esteve representando o Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela. Na ocasião, lembou que o trabalho implantado no 27º BPM, faz parte das novas ações de aparelhamento da policia militar, medidas adotadas pelo Governo do Estado.


Eleições 2020: Clima político começa esfriar em Rosário.

As eleições de 2018 em Rosário começou com muita briga e muita articulação agora os pré-c candidatos a prefeito  perigosamente tiraram o pé onde pode surgi novos candidatos a prefeitos.
A politica na cidade de Rosário esfriou completamente as eleições de 2020, estão se aproximando e os  pré-candidatos a prefeito estão em ritmo lento em  suas articulações na busca por apoio na Zona Rural e na sede da cidade.

O blog esteve em conversa com lideranças da sede e de alguns povoados de Rosário que garantiram ainda não ter fechado com nenhum pré-candidato a prefeito e tudo está sobre analise.

Segundo muitas lideranças fotos em eventos em datas comemorativas e reuniões fracas não tem garantia de apoio destacou as lideranças ao blog,  muitos garante que a disputa para prefeito em 2020, na cidade será  entre o vereador Jonas e o gestor da Regional de Rosário Willame Anceles em uma aliança com Calvet Filho.


Uma terceira via poderá surgi em Rosário que é a candidatura de Douglas Sena caso não seja lançado novamente no grupo de Irlahi  como Vice,  onde terá seu sobrinho o vereador  Jonas Magno como candidato a  prefeito do seu grupo.

Essa tirada de pé dos pré-candidatos a prefeito pode resultar em surgimento de candidatos na cidade.Os vereador Kiko enfraquecido , secretário de Agricultura do município Valter Costa  são cartas fora do baralho como pré candidatos a prefeito.  



sábado, 18 de maio de 2019

Vereador Joãozinho Freitas participa de entrevista na Rádio Educadora do programa Câmara em Destaque.

Vereador Joãozinho Freitas durante a entrevista na Rádio
O vereador de São Luís Joãozinho Freitas- PTB, participou nesta sexta-feira 17, de uma entrevista na Rádio Educadora AM 560khz do Programa Câmara em Destaques dos apresentadores Mario e Ademar.

Durante a entrevista os ouvintes do programa fizeram várias perguntas em uma  delas sobre infraestrutura dos terminas de São Luís,  que é de responsabilidade dos empresários de ônibus , e se encontra com vários buracos.O vereador Joãozinho Freitas respondeu que acredita que o prefeito Edivaldo Holanda Jr, irá resolver esse problema realizando o asfaltamento dentro dos terminas e em sua localidade e o vereador respondeu aos ouvintes e aos apresentares que está a disposição da população ludovivense para resolver problema através de pedido na câmara.



-Joãozinho Freitas que vem trabalhando pelas comunidades  ao perguntado sobre a feira da Vicente Fialho,  também falou da sua luta ao lado dos feirantes e da comunidade para construção  da parte do telhado da feira, onde  teve reuniões com membros do governo do Estado e do Município, e  o governador Flavio Dino mandou não fazer parte do telhado mais realizar a  construção da Feira por completa " fiquei muito feliz  quando governador falou para construir a Feira veja aqui e veja aqui" destacou o vereador.

Veja entrevista completa aqui!

quarta-feira, 15 de maio de 2019

GOVERNO APRESENTA ETAPAS 3 E 4 DO PLANO DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Nesta quinta-feira (16), o Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (Agem), promove um seminário para apresentação e discussão do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís. O evento será realizado no auditório do Palácio dos Leões, no Centro, às 8h30.
Serão apresentados os resultados das etapas 3 e 4 do referido Plano. A terceira etapa trata do estudo de viabilidade da implementação da alternativa selecionada e diretrizes para educação ambiental da comunidade. O quarto passo consiste nas estratégias de implementação, capacitação, difusão e promoção do Plano.
O Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís tem por objetivo nortear o processo de planejamento aplicado à gestão de resíduos sólidos, que inclui os 13 municípios da Região Metropolitana, a saber: São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Alcântara, Bacabeira, Rosário, Santa Rita, Icatu, Axixá, Morros, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, além de São Luís.
Para o seminário foram convidadas autoridades do Governo do Estado e dos municípios que fazem parte da Região Metropolitana, bem como representantes de entidades ligadas à reciclagem e membros da sociedade civil.
SERVIÇO
O quê: Seminário de Apresentação e Discussão do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos.
Quando: Nesta quinta-feira (16), às 8h30.
Onde: Auditório do Palácio dos Leões – Avenida Pedro II, Centro.

terça-feira, 14 de maio de 2019

Braide lidera com quase 50% em São Luís ..

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) lidera pesquisa Escutec sobre a disputa pela Prefeitura de São Luís em 2020.
De acordo com o levantamento – cujos números foram revelados hoje (14), o parlamentar tem 48,6% das intenções de votos no primeiro cenário apurado.
Ele é seguido, mas ainda de longe, pelo deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), com 11,6%; o também deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) vem em terceiro com 9,2%;  Neto Evangelista (DEM) aparece em quarto, com 7,6%; e o deputado federal Bira do Pindaré (PSB) em quinto, com 6,4%.
O líder da oposição na Assembleia, deputado Adriano Sarney (PV), surge com 4% das intenções de votos; já o presidente da Câmara de São Luís, Osmar Filho (PDT), aparece com 1,6%. Nenhum deles  somou 4,8%; não souberam ou não responderam aparecem com 6,4%.
Segundo cenário
Num segundo cenário, o deputado estadual Duarte Júnior foi substituído pelo secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Júnior (PCdoB).
Nesse caso, Braide sobe a 53,7% das intenções de voto. Wellington do Curso passa à segunda colocação, com 9,8%; e Neto Evangelista vai ao terceiro lugar, com 9,2%; Bira do Pindaré (PSB) somou 7% das intenções de votos.
Adriano surge apenas com 3,8%; o deputado federal e secretário das Cidades, Rubens Júnior, apareceu na sexta posição com 2,8%. Osmar Filho  continua na última colocação com 1,8%. Nenhum deles somou 5,2% e não souberam ou não responderam vieram com 6,8%.

Câmara de São Luís rejeita pedido de impeachment contra Prefeito

A Câmara Municipal de São Luís rejeitou, na manhã desta segunda-feira (20/05), um pedido para abertura de processo de impeachment contra ...