sábado, 31 de outubro de 2015

Flávio Dino cria fantasia para defender Dilma em horário nacional do PCdoB

 Flávio Dino trai Aécio e agora apoia Dilma e o PT com suas corrupções e as mazelas na Petrobras

Coube ao governador do Maranhão, Flávio Dino, o papel mais embaraçoso no horário político nacional do PCdoB vinculada em rede nacional na noite desta quinta-feira (26).
Apesar do governo Dilma ser reprovado por cerca de 70% da população, o horário político do partido do governador fez parecer que tudo não passa de um “golpe do PSDB. Aliás, Flávio Poderia ter dito que seu vice-governador é do PSDB é que há cerca de um ano atrás andava abraçado com Aécio Neves em uma convenção dos tucanos.
Entre as fantasias criadas para defender o governo, mais uma vez foi lançada a mentira sobre “crise econômica internacional” e coube a Flávio Dino.
É mentira que existe hoje uma grande crise econômica fora do país que afeta o Brasil.
3
A verdade é que a grande maioria dos países conseguiu superar os efeitos da convulsão de 2009. Além disso, estimativas do Fundo Mundial Internacional indicam que o PIB mundial cresceu 3,3% em 2014 e que este ano ele deve crescer 3,8%. Como o mundo pode estar em crise se o PIB mundial cresce? Apenas nos devaneios mentirosos do PC do B que tem em Flávio Dino o porta-voz dessa conversa fiada.
Mas, digamos que o governador não estivesse falando de uma crise global, mas local. Que a situação ruim de nossos vizinhos sul-americanos esteja nos prejudicando. Também é mentira!
Continue lendo aqui…


Do Blog do Linhares Júnior

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Agora Lascou: Hospitais da Rede Pública e UPAs podem ficar sem medicamentos

Os Fornecedores que repassam materiais hospitalares e medicamentos a 90% da estrutura atual da rede de saúde pública do Estado – entre eles as empresas Vivamar Hospitalar e Distribuidora Maximus - ameaçam suspender a trans­ferência desses recursos, por falta de pagamento do Governo do Estado. Além das unidades de alta complexidade, cortes na entrega dos produtos aconteceriam em centros de saúde e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da capital maranhense.
Segundo os responsáveis pelas empresas fornecedoras ouvidas por O Estado, e que preferiram ter os nomes preservados, a suspensão no pagamento dos serviços, pela administração estadual, ocorreu desde setembro deste ano. De acordo com eles, um dos fatores apontados para a falta de repasses de recursos seria a impossibilidade orçamentária das organizações sociais Instituto Cidadania e Natureza (ICN) e o Instituto Acqua, responsáveis pela gerência da saúde do Governo do Estado e que também não estariam recebendo recursos da administração estadual há pelo menos dois meses.
Sem receber do Governo, o ICN e o Acqua estariam com dificuldades de pagar os fornecedores, que, por sua vez, alegam descum­primento de contrato para justifi­car o corte no repasse dos materiais aos hospitais. Caso a situação permaneça, unidades como o Hos­pital Geral Tarquínio Lopes Filho (localizado ao lado da Praça Neto Guterres, na Madre Deus, em São Luís), por exemplo, terão limitações para efetuar o atendimento de pacientes.
Além dos cortes nos repasses de materiais, a população ludovi­cense que procura os serviços públicos de saúde na cidade, ain­da sofre com a precariedade no atendimento. Na UPA do Vinhais, por exemplo, na tarde de ontem, havia grande quantidade de pacientes. Além de adultos, crianças aguardavam na porta da unidade de saúde, devido à grande demanda.
Sem vínculo
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a rede pública do setor, no âmbito maranhense, é mantida pela organização social (OS) Instituto Cidadania e Natureza (ICN), selecionada pelo Governo do Maranhão no dia 14 de abril deste ano, após sessão pública realizada no auditório da Comissão Central Permanente de Licitação (CCL). Segundo a SES, o ICN tem a responsabilidade de manter o setor por um ano.
Além do ICN, o Instituto Acqua – ainda segundo informações do Governo do Estado – é responsável pelas administrações das maternidades estaduais Marly Sarney e Benedito Leite. A OS foi se­lecionada para tal função também no dia 14 de abril deste ano.
Sobre os cortes nos recursos, por parte de fornecedores, a unidades hospitalares da rede pública estadual, o Governo do Maranhão informou, em nota, que nenhuma das empresas foi contratada pela gestão estadual para fornecimento de materiais.
Ainda de acordo com a Secreta­ria Estadual de Saúde (SES), caso alguma Organização Social de Saúde (OS) prestadora de serviços para a SES tenha vínculo com as empresas citadas, são elas as responsáveis pelo pagamento. Por fim, a SES frisou que não exis­te pagamento em aberto com as OSs que têm contrato de gestão das unidades de saúde.

De O Estado 

Semáforos das principais vias de Rosário, não estão funcionando há1 Semana.

Via do centro de Rosário cuzamento do Armazém Paraíba onde acontece muitos acidentes
Segundo denúncias dos moradores de Rosário, os semáforos das principais vias da cidade não estão funcionando a uma semana botando em risco a vida de pedestre e de motoristas.


O DMTT ainda não fez a recuperação dos  semáforos das principais vias do centro de Rosário dos cruzamentos do Paraíba e da Rodoviária,  porque a prefeitura de Rosário ainda não repassou a verba para recuperação dos semáforos das vias da cidade e com isso vem botando em risco a vida de pedestres e motoristas. Sem sinalização fica difícil tanto para motorista quanto para pedestres, a cidade está sem segurança no trânsito. 

Sem sinalização e com os semáforos das vias danificados, os pedestres estão usando o "olhômetro" e confiando nos motoristas.



Em decorrência a um alto grau de poeira, moradores da comunidade Cajueiro em Rosário interditaram estrada que da acesso a SERVENG Mineração

Moradores da comunidade Cajueiro cobraram melhorias por parte da prefeitura de Rosário e SEVENG Mineração,  interditaram a estrada vicinal que dá acesso ao povoado de Itamirim
Em decorrência do alto grau de poeira, os moradores da comunidade Cajueiro em Rosário, interditaram na manhã de hoje(28), a estrada vicinal que dá acesso ao Povoado Itamirim e principalmente a SERVENG mineração que opera no local a mais de dez anos na extração e beneficiamento de granito e areia. 


Os moradores já não aguentam mais tanta poeira ocasionado pelo grande numero de caçambas que trafegam diariamente transportando material retirado da mineradora, o que tem levado muita gente a contrair sérios problemas de saúde. 

O setor administrativo da empresa, representado pela senhora Natalia esteve presente e conversou com os manifestantes, o que transferiu a responsabilidade para o poder público municipal uma vez que a mineradora paga rigorosamente em dias os impostos  para funcionamento. 

Devido ao bloqueio, uma fila de veículos pesados se formou ao longo da via, praticamente todos carregados com pó de brita. 

Essa não é a primeira vez que a estrada é obstruída, em outras oportunidades o mesmo setor administrativo e uma comissão de moradores firmaram um acordo onde ficou decidido que a SERVENG se encarregaria de molhar a área quatro vezes ao dia, pelo menos no limite habitado do povoado. segundo a dona de casa Elianice Lima, isso não está sendo cumprido.

A moradora Maria Petrolina que tem uma pequena venda de comidas as margens da via disse que o serviço não vem sendo feito de forma correta. “se passa três dias molhando, fica uma semana sem molhar”. Desabafou. 

Antonio marcos que mora no local a sete meses frisou que se uma atitude emergencial não for tomada, vai ser feito um baixo assinado representando a SERVENG e a prefeitura de Rosário junto ao ministério público.

Outros problemas bem comuns na localidade são o afastamento de telhas das residências, devido á trepidação dos veículos, além das rachaduras de casas próximas a mineradora pelo ato de detonação.


Por Antonio Carlos 


São Luís registra três assaltos a ônibus em 24 horas

Três novos casos foram registrados na terça-feira (27)
Três novos casos de assaltos a ônibus foram registrados, na terça-feira (27), em São Luís. No bairro Angelim, por volta das 20h40, um ônibus da empresa TCM/Maranhense foi alvo de cinco homens armados com facas e pistolas. Eles levaram R$ 250 da renda do veículo e pertences de passageiros.
No mesmo horário, passageiros, motorista e cobrador de um ônibus da empresa Taguatur foram vítimas de dois criminosos armados, que levaram renda e pertences. O valor levado não foi divulgado.
Já na rua Rio Branco, Centro da capital maranhense, outro assalto foi registrado: dois homens armados entraram no veículo e levaram a renda do dia – também não divulgada – e pertences de passageiros.
Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) do Maranhão informou que três suspeitos de terem praticado os assaltos foram presos e garantiu que está adotando medidas para coibir os assaltos a ônibus na capital.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Deputado Sousa Neto denuncia "sequestro" de tomógrafo do Hospital de Santa Inês

O deputado oposicionista Sousa Neto (PTN) denunciou ontem, em seu perfil em rede social, a transferência de um tomógrafo do Hospital Macrorregional de Santa Inês para a cidade de Caxias. A operação foi realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) sob a determinação do Governo do Estado.
Deputado Estadual Sousa Neto PTN foi até o local e registrou imagens do aparelho sendo reparado para a transferência à cidade de Caxias;

O aparelho, de última geração, utilizado na realização de exames de imagens de elevada complexidade, foi adquirido por meio do Programa Saúde é Vida, idealizado pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e coordenado pelo ex-secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad (PMDB).
O dispositivo foi comprado para servir a pacientes de Santa Inês e municípios vizinhos. O Governo do Estado, contudo, optou por desloca-lo à cidade administrada pelo prefeito Léo Coutinho (PDT), sobrinho do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho (PDT), ambos aliados do governador Flávio Dino (PCdoB).
Sousa Neto postou fotos do início da manobra, que contou com técnicos e um caminhão equipado com guincho.
“Nesse exato momento, o governador Flavio Dino, por meio de sua equipe técnica da Secretaria de Saúde, mandou tirar o tomógrafo do Hospital Macrorregional de Santa Inês para levar para Caxias”, escreveu na rede social.
O parlamentar lembrou que já havia alertado, no início do ano, a intenção do Governo de transferir o aparelho para outra cidade.
“Denunciei em abril que o tomógrafo iria ser retirado [do hospital de Santa Inês] antes da sua inauguração. E de nada adiantou. A perseguição do governador comigo chegou ao limite. Santa Inês de nada vale para este governador. E atinge pessoas inocentes e que precisam de uma saúde digna. O tomógrafo já está dentro de um container para ser levado pelo caminhão. Um absurdo. O Hospital Macro de Caxias não está preparado para funcionar. Está mais atrasado que o de Santa Inês. Com certeza deve querer entregar para o município, o que inclusive não é permitido”, completou.
Não recuou – Duas horas depois de denunciar o “sequestro” do tomógrafo de Santa Inês, o deputado Sousa Neto afirmou que o Governo havia recuado, e desistido de deslocar o dispositivo para outra cidade. O Governo do Estado, no entanto, negou.
Por meio de nota a SES confirmou a transferência. “A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, como a obra do Hospital Regional de Caxias está com andamento quase concluído, com previsão de inauguração em até 60 dias, o tomógrafo do Hospital Regional de Santa Inês foi deslocado para Caxias. A SES reitera que o Hospital Regional de Santa Inês será inaugurado até março de 2016, com todos os equipamentos de alta complexidade, inclusive com tomógrafo”, destacou a nota.
Sousa lamentou: “O hospital de Caxias encontra-se com as obras atrasadas, enquanto o hospital de Santa Inês está praticamente pronto, faltando apenas equipar e contratar os funcionários. Não inaugura porque não quer. Por pura vingança [...]. Aviso ao governador. Não vamos deixar tirarem o tomógrafo de dentro do hospital. Respeitem a população de Santa Inês”, disse.
Infelizmente não há espaço para Santa Inês no governo Flávio Dino"Sousa Neto, deputado estadual pelo PTN


Do O Estado

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Vem forte: Aluisio Mendes confirma apoio partidário a Julinho Matos para candidatura à prefeitura de São José de Ribamar

Deputado federal Aluísio, com Láercio Costa, presidente do PTN  e Julinho Matos PMDB
O ex-prefeito Julinho Matos (PMDB) decidiu entrar na disputa pelo comando da Prefeitura de São José de Ribamar nas eleições de 2016. Sua pré-candidatura já conta com o apoio do PSDC, PTN, PTdoB e PT, e ele espera ampliar as adesões ao seu nome para concorrer liderando uma ampla coligação partidária.
Com a experiência de quem já exerceu o comando do município, Julinho Matos disse que decidiu disputar a Prefeitura novamente por acreditar que pode levar melhores condições de vida à população da cidade balneária. “Ribamar precisa ser tratada com ca­rinho, de preferência por um prefeito que seja filho da terra”, ressaltou ele.
Julinho Matos recebeu o apoio do deputado federal Aluisio Mendes (PSDC), que lidera o bloco parlamentar formado também pelo PTN e PTdoB na Câmara Federal. “Estamos buscando o fortalecimento do grupo político que apoiará integralmente a candidatura de Julinho. Acreditamos que ele vai restabelecer o orgulho dos ribamarenses, tão descrentes na atual gestão”, declarou.
Entre as realizações que o credenciam para disputar o cargo, Julinho Matos cita os avanços obtidos na área da saúde e os investimentos no setor educacional, como a implantação do primeiro cursinho público do Brasil, que levou 174 jovens ribamarenses para a universidade.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Chupa Brandão: João Castelo afirma que será candidato a prefeito de São Luís


Tucano assegura contar com o apoio do senador Aécio Neves

O deputado federal e ex-prefeito de São Luís, João Castelo, afirmou que será candidato a prefeito da capital nas eleições de 2016 pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

“O PSDB terá candidato a prefeito de São Luís e esse candidato já tem nome confirmado pelo presidente nacional Aécio Neves, será João Castelo” afirmou.

A declaração de João Castelo deve provocar a reação do presidente estadual da sigla, o vice-governador Carlos Brandão, que trabalha desde o ano passado para esvaziar o correligionário.
Flávio Dino queria Brandão trabalhando como laranja para ajudar eleger Edivaldo Holanda JR.


Brandão, apesar de pouco se manifestar publicamente sobre o tema, trabalha nos bastidores para manter o PSDB no projeto politico do governador Flávio Dino (PCdoB), que tem como pré-candidato o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Uma aliança com Edivaldo para a indicação do candidato a vice-prefeito, por exemplo, é uma das propostas de ala do partido ligada a Brandão.

No caso de candidatura própria, a preferência de Brandão é pelo deputado licenciado Neto Evangelista, que atua no primeiro escalão do governo Flávio Dino.

Castelo, no entanto, é o único nome da sigla que figura nas primeiras posições nas pesquisas de intenções de votos realizadas até então.

Barrado – No ano passado, apesar de figurar como um dos principais candidatos ao Senado Federal, João Castelo teve a sua candidatura barrada pelo comando do PSDB.

Carlos Brandão, naquela oportunidade candidato a vice de Dino, trabalhou para esvaziar Castelo e ajudar, ao mesmo tempo, a eleger Roberto Rocha ao Senado.

Ao negar legenda para João Castelo, que já foi governador e senador da República, o partido optou por indicar o primeiro suplente do senador Roberto Rocha para o Senado. O nome escolhido foi o do ex-deputado federal Pinto Itamaraty.

Castelo ainda chegou a recorrer à direção nacional da sigla, que por sua vez deu liberdade para que o diretório estadual decidisse sobre a candidatura.

Ocorre que em 2015, a direção nacional do PSDB já promoveu uma intervenção no comando estadual.

Brandão foi desautorizado pela direção nacional a realizar convenção estadual. E recebeu o comunicado de que será a direção nacional quem decidirá sobre os rumos da sigla nas eleições de 2016.

Como em 2018 o partido deve novamente concorrer à Presidência da República, o PSDB trata como prioridade a candidatura própria em todas as capitais em 2016.

É neste aspecto que o deputado federal João Castelo trabalha, para obter legenda no próximo ano.

O PSDB terá candidato a prefeito de São Luís e esse candidato já tem nome confirmado pelo presidente nacional Aécio Neves, será João Castelo João Castelo, deputado federal pelo PSDB.


De O Estado

Deputado Federal Aluisio Mendes: Ação concreta em defesa dos municípios do Maranhão e do Brasil

Deputado Federal Aluiso Mendes PSDC/MA
O Deputado Aluisio Mendes(PSDC/MA), em mais uma ação destacada junto ao governo federal, conseguiu, junto à Fundação Nacional de Saúde, que fosse prorrogado o prazo para que os municípios pudessem participar das consultas públicas que visam liberação de recursos para ações nas áreas de melhorias sanitárias domiciliares e resíduos sólidos urbanos
As ações voltadas ao gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos buscam auxiliar os municípios na execução das ações de coleta e transporte, Destinação final – Unidade de recuperação de recicláveis e Unidade de compostagem – e Aterro sanitário.
No Programa de Melhorias Sanitárias Domiciliares os municípios poderão ser contemplados com intervenções promovidas nos domicílios, com o objetivo de atender às necessidades básicas de saneamento das famílias, por meio de instalações hidrossanitárias mínimas, relacionadas ao uso da água, à higiene e ao destino adequado dos esgotos domiciliares.
A conquista da prorrogação já foi publicada no Diário Oficial da União e os municípios poderão se inscrever até o dia 29 de outubro de 2015.
Os gestores municipais podem saber de mais detalhes sobre o assunto assando site da Funasa.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

De janeiro a outubro, foram registrado 474 assaltos a ônibus nos municípios da grande Ilha

O calcanhar de Aquiles na gestão Flávio Dino (PCdoB), a segurança pública - ou a forma como o governo divulga os dados de violência na Região Metropolitana de São Luís - deve voltar ao foco nesta semana. A promessa é do vereador Fábio Câmara (PMDB). Presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal de São Luís, ele diz ter em mãos dados do Sindicato dos Rodoviários que apontam para uma surpreendente escalada da violência nos transportes coletivos da Ilha.

- O cenário é muito, mas muito pior do que aquele apresentado nas notas do Governo do Estado e replicados na mídia ligada ao Palácio dos Leões -, afirma o vereador.


Câmara informa que, só de janeiro a outubro, de acordo com os dados dos Rodoviários, já foram registrados 474 assaltos a ônibus nos quatro municípios da ilha. São quase dois por dia.

Para o parlamentar, os números revelam cenário ainda mais grave porque, ainda faltando praticamente dois meses e meio para o fim do ano, o número de ocorrências já é praticamente o mesmo do registrado em todo o ano de 2014.

- O número é assustador -, acrescentou. De posse dos números, o parlamentar pretende promover uma audiência pública no Legislativo municipal, após a produção de um levantamento detalhado, para revelar o que chama de “números reais dos assaltos a ônibus na capital”.

domingo, 25 de outubro de 2015

Sampaio vence o Paysandu em duelo direto e reage na luta pelo acesso

Com dois gols de Jheimy o Sampaio venceu o Paysandu e continua vivo na luta pelo acesso
Abrindo a 32ª rodada, o Sampaio Corrêa venceu o Paysandu por 2 a 0 neste sábado. No Castelão, Jheimy fez os dois gols que quebraram sequência negativa do time maranhense, que não vencia há seis rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro.
O resultado permite ao Tubarão dar um pulo na equilibrada classificação da Segundona, chegando ao quinto lugar. Com 50 pontos, o time maranhense fica quatro abaixo do quarto colocado Bahia e tenta diminuir a desvantagem em visita ao ABC, no sábado.
Em derrocada, o Paysandu não vence há seis rodadas e vê suas chances de acesso diminuírem. Estacionado nos 49 pontos, tenta reagir no sábado, quando recebe o CRB pela 33ª rodada.
O jogo — Logo aos oito minutos, Edgar invadiu a área e mesmo sem ângulo acertou a trave, dando ao Paysandu o cartão de visitas tricolor. Pouco depois o goleiro Emerson teve que se virar sem a ajuda dos postes e fez grande defesa em chute à queima-roupa de Jheimy.
Dominando a partida, o Sampaio criou chance até para o adversário: um recuo perigoso quase surpreendeu Rodrigo Viana. Em seguida o Paysandu levou perigo com as próprias forças, tendo o goleiro tricolor operado um milagre em arremate de Welinton Junior.
Quando o equilíbrio das chances parecia marcar o ritmo da partida, o Sampaio Corrêa saiu na frente em erro de marcação da defesa adversária. A bola levantada em escanteio rebateu e sobrou para Jheimy abrir o placar. Nem as boas tentativas longas do Papão remediaram as falhas defensivas antes do intervalo.
Após o intervalo o jogo continuou aberto e bem movimentado. Um chute colocado de Edgar obrigou Emerson a fazer grande defesa, e no lance seguinte Welinton Junior só não recebeu na cara do gol porque a zaga do Sampaio apareceu na hora exata.
Daí em diante Edgar virou protagonista, criando duas chances e pedindo um pênalti questionável. O Paysandu respondeu acertando o travessão com Welinton Junior, cujo chute insistiu em quicar fora do gol.
Do outro lado, Válber também fez o travessão balançar no primeiro de dois chutes que quase ampliaram o placar para o Sampaio. Nos acréscimos, Jheimy aproveitou falha de Ricardo Capanema e não perdoou, fechando o placar do triunfo tricolor.

sábado, 24 de outubro de 2015

Justiça condena Gil Cutrim à perda do cargo de prefeito

 
Prefeito de São José de Ribamar Gil Cutrim
A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça condenou, em 16 de outubro, o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, à perda da função pública e à suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos. Também foi condenado ao pagamento de multa no valor de 50 vezes a última remuneração recebida no cargo. Outra penalidade é a proibição de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de três anos.

Todas as sanções são previstas na Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa). A decisão, proferida pelo juiz Jamil Aguiar da Silva, acolhe Ação Civil Pública por improbidade administrativa proposta pela promotora de justiça Elisabeth Albuquerque de Sousa Mendonça, titular da 1ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de São José de Ribamar.

IRREGULARIDADES
Consta nos autos que foi promovido concurso público para preenchimento de vagas na Prefeitura de São José de Ribamar, destinado a substituir servidores admitidos por contratações temporárias. O concurso foi homologado em 28 de novembro de 2011.

Ao mesmo tempo, foram criados, pela Lei Municipal nº 962/12, cargos comissionados que não possuem atribuições de direção, chefia ou assessoramento, além de serem preenchidos diversos cargos por servidores contratados sem respaldo legal. Devido a esta irregularidade o Ministério Público do Maranhão firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município, objetivando a convocação e nomeação dos candidatos aprovados e classificados no concurso. O objetivo era substituir os contratados temporariamente.

Apesar do TAC firmado e da realização do concurso, não houve a convocação e admissão dos classificados no certame, sendo mantidos o quadro irregular de servidores. Em 4 de setembro de 2012, a 1ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de São José de Ribamar realizou uma reunião com representantes da prefeitura, na qual foi acertada a regularização dos cargos no prazo de seis meses.
No entanto, a prefeitura continuou mantendo em seus quadros inúmeros servidores temporários sem a comprovação de que estivessem atendendo a uma necessidade temporária de excepcional interesse público, conforme prevê a Constituição Federal.

"Os elementos colhidos nos autos não deixam dúvidas acerca do elemento doloso na conduta de Gil Cutrim, sobretudo considerando que o mesmo era ciente das irregularidades encontradas na administração, inclusive tendo assumido pessoalmente o compromisso de reduzir o quantitativo de cargos comissionados e efetuar a nomeação dos aprovados no concurso, porém, foi constatada a continuidade das contratações irregulares".

Deputado Federal Waldir Maranhão também é alvo de pedido de cassação

O deputado ferderal Waldir Maranhão está todo enrolado 
Assim como o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), é alvo de pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar por suposta participação no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.
G1 procurou a assessoria de Waldir Maranhão durante a tarde desta quinta-feira (22). Às 17h, a assessoria disse que o deputado foi informado da demanda, mas estava em reuniões e não poderia responder. A reportagem também telefonou para o celular do parlamentar, que não atendeu.
A representação foi protocolada por um cidadão na Corregedoria da Câmara, em 14 de outubro, e aguarda despacho da Mesa Diretora, para que as investigações possam ser iniciadas.
Pelo regimento interno, qualquer pessoa pode representar contra um deputado, desde que fundamente a denúncia e cumpra os requisitos formais, como anexar cópia do título de eleitor e identidade. O processo por quebra de decoro pode resultar em censura, suspensão ou cassação do mandato.
Autor do requerimento contra Maranhão, Victor Augusto Fonseca de Paula cita depoimento deAlberto Youssef ao Ministério Público Federal em que o doleiro afirma que o deputado integrava o rol de parlamentares do PP beneficiados por propinas de contratos da Petrobras.
De acordo com Youssef, Maranhão e outros parlamentares com “posição de menor relevância” no PP recebiam entre R$ 30 mil e R$ 150 mil no esquema de corrupção.
Posteriormente, em depoimento à CPI da Petrobras, Youssef voltou a dizer que Maranhão recebeu propina. As declarações do doleiro ao MPF e à comissão parlamentar de inquérito foram anexadas ao pedido de abertura de processo por quebra de decoro.
"De acordo com o afirmado ao MPF e à CPI da Petrobras, é óbvio que o requerido quebrou o decoro parlamentar, recebendo vantagens indevidas vindas da lavagem de dinheiro de Alberto Youssef, com recursos oriundos do superfaturamento da Refinaria Premium I, no Maranhão", diz o requerimento que pede a cassação do mandato do vice-presidente da Câmara.
A representação está na Mesa Diretora, que deve analisar requisitos formais e despachar o documento para a corregedoria, o que, segundo técnicos da Casa, em regra, leva de dois a três dias. O documento está há oito dias à espera do despacho.
Assim que a representação for encaminhada ao corregedor, ele deverá analisar novamente se foram cumpridos requisitos essenciais para a abertura de processo, como cópia de documentos de identificação do autor. Se entender que foram cumpridas as regras, deve instaurar a investigação e abrir prazo de cinco dias para que o deputado acusado apresente defesa.
Em 45 dias prorrogáveis por igual período, o corregedor deverá investigar a denúncia e apresentar um parecer sugerindo punição ou absolvição do parlamentar. Nesse período, ele poderá ouvir testemunhas e requisitar documentos ao Ministério Público Federal.
O parecer do relator é votado, então, pela Mesa Diretora da Casa e depois encaminhado para o Conselho de Ética. Pelo fato de ter havido investigação prévia da corregedoria, o conselho não precisa fazer um relatório preliminar – pode abrir de imediato processo por quebra de decoro.
Cúpula investigada

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também é alvo de pedido de abertura de processo por quebra de decoro pelo suposto envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

Há um pedido de investigação protocolado na Corregedoria da Casa e uma representação contra o peemedebista no Conselho de Ética. Segundo depoimento de delatores do esquema, entre os quais Youssef e o consultor Júlio Camargo, o peemedebista teria recebido US$ 5 milhões em propina de um contrato da Petrobras com a Samsung Heavy Industry.
Além disso, a Procuradoria-Geral da República abriu inquérito para investigar a existência de contas bancárias secretas na Suíça que pertenceriam a Cunha. O presidente da Câmara nega ter recebido vantagem indevida, diz não possuir contas no exterior e afirma que não se afastará do comando da Câmara. 



Os dois requerimentos contra Cunha se encontram na Mesa Diretora, que ainda não despachou os documentos para a corregedoria nem para o Conselho de Ética da Casa.

Do G1 em Brasília 

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Deputado Sousa Neto acusa governo de grampear adversários e aliados

O deputado Sousa Neto (PTN) declarou, na manhã desta quarta-feira (21), que o sistema de Segurança Pública do Estado está sendo utilizado para monitorar políticos, tanto do governo quanto da Oposição. “O serviço de inteligência do estado era para trabalhar e para evitar explosão de caixas eletrônicos, e para evitar assaltos a bancos, mas está sendo usado para monitorar tanto a Oposição, quanto os aliados do Governo”, denunciou Sousa Neto.


Ele frisou que a recente exoneração do coronel Raimundo Nonato Santos Sá, que ocupava o cargo de subcomandante do policiamento da Polícia Militar do Estado, e a inesperada demissão da então secretária adjunta da Saúde, Rosângela Curado, foram ocasionadas por monitoramentos, feito inclusive por meio de escutas telefônicas.



Sousa Neto informou que irá ingressar no Ministério Público do Estado, com representação à procuradora geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, pedindo explicação sobre o sistema guardião, solicitando instauração de procedimento administrativo junto a esta Procuradoria de Justiça para saber das medidas judiciais necessárias a fazer cessar e responsabilizar civil e criminalmente os envolvidos nesta ilegalidade.



“Estamos diante de algo muito grave: a estrutura do Estado hoje é feita para perseguir, e a gente tem que ter cuidado. Eu falo isso, e me desculpem o desabafo, mas é porque esta Casa tem que tomar um posicionamento, pois todos nós estamos sendo grampeados no telefone. Se a gente for falar com alguém aliado ou adversário do governo, a gente tem que ter cuidado”, frisou.



Sousa Neto fez questão de dizer que não tem medo e que faz oposição ao governo, mostra o que está errado e cobra providências. Ele informou que o coronel Raimundo Nonato Santos Sá, recentemente exonerado de um cargo estratégico na Polícia Militar, irá receber a Medalha do Mérito da Justiça Judiciária Antônio Rodrigues Veloso, que a desembargadora Cleonice Silva Freire lhe concedeu pelos inúmeros serviços à causa pública e pelo reconhecimento do seu trabalho.



“Foi uma injustiça que foi feita contra o coronel Sá. De modo que eu peço que todos nós, deputados, fiquemos atentos porque o governo não está de brincadeira. Em vez de estar monitorando e a Inteligência sendo usada para evitar assaltos e explosões de banco, está sendo usada para poder ficar bisbilhotando a vida de nós, deputados, principalmente os da oposição”, advertiu Sousa Neto.


Deputado Federal Aluisio Mendes solicita à Funasa prorrogação de prazos para municípios

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira os avisos de prorrogação relativos às Consultas Públicas nº 1/2015 e 2/2015, prorrogando os prazos para que os municípios apresentem pleitos nos programas de Melhorias Sanitárias Domiciliares (MSD) e Resíduos Sólidos Urbanos (RSU). A extensão dos prazos foi solicitada à direção da Funasa pelo deputado federal Aluisio Mendes (PSDC).
A Consulta Pública 1/2015 contemplará intervenções promovidas nos domicílios com o objetivo de atender às necessidades básicas de saneamento das famílias, por meio de instalações hidrossanitárias mínimas, relacionadas ao uso da água, à higiene e ao destino adequado dos esgotos domiciliares.
A de resíduos contemplará ações voltadas ao gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), classificados como aqueles gerados em atividades domésticas residenciais (urbanas ou rurais), de comércios e órgãos públicos equiparados aos resíduos domésticos e aqueles gerados em serviços públicos de limpeza urbana.
Os municípios poderão se inscrever até o dia 29 de outubro, atendendo as exigências da Consulta Pública 2/2015. As cartas consultas serão recebidas somente via Sistema Integrado de Gerenciamento de Ações da Funasa (Siga).
Os municípios que ainda não possuem cadastro e senha no sistema Siga, ou necessitam atualizar os dados cadastrais, deverão encaminhar email paracsu@funasa.gov.br até a próxima segunda-feira (26).


Do blog do Giberto Léda

Sem atendimento médico, adolescente quase dá à luz em uma lanchonete em Rosário


A saúde da cidade de Rosário continua um caos e a prefeita Irlahi Linhares  do PMDB continua botando em risco de vida os filhos e as mães de Rosário.

Segundo denúncias, uma adolescente em trabalho de parto, cujo nome é Arleth Kécia de 17 anos de idade saiu em busca de atendimento na noite de quarta-feira (21), ao chegar na Clínica da prefeita Irlahi Moraes, a Clínica particular Nossa Senhora do Rosário, o médico examinou a paciente disse que a paciente não estava em trabalho de parto, sendo que já estava, o médico alegou que clínica particular só atende pelo SUS, depois o médico deu outra versão que iria dar encaminhamento da paciente para São Luís,  porque não tinha técnicos de enfermagem para auxiliar no processo cirurgico de uma possivel cesariana, então a adolescente Rosariense deixou a clínica e saiu em busca de atentimento em São Luís, já que hospital SESP não tem médico nem realiza parto, virou uma corrida contra o tempo, já que estava em trabalho de parto.

A moradora rosariense saiu da clínica da prefeita Irlahi já em trabalho de parto com forte dores por pouco não tem o seu bebê em uma lanchonete em Rosário.

Mais denúncia

Segundo fontes, a adolescente Arleth, saiu em trabalho parto em uma ambulância chamada pelos seus familiares que foram até o hospital SESP pegar a ambulância para poder leva- lá para um hospital em São Luís, já que a  clínica da prefeita não tinha a bendita ambulância.

Final Feliz 
A nova mamãe  Rosariense Arleth Kecia teve o seu bebê na Maternidade Benedito Leite em São Luís.

O hospital do SESP está sucateado sem médico, a situação da saúde da cidade é grave e a prefeita de Rosário não investe e a população sofre com caos na saúde.
Hospital do SESP sucateado pela prefeita de Rosário Irlahi


A população de Rosário tem que reza pra  não cair doente porque na cidade não tem médico  e o único hospital da cidade a prefeita de Rosário Irlahi,  sucateou.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Viatura da Polícia Civil pega fogo em frente de escola no Maranhão

Uma viatura da Polícia Civil pegou fogo em frente da Escola Clovis Vidigal, no bairro da Cohab, em Caxias, cidade localizado na região leste do Maranhão, no começo da tarde desta terça-feira (20). Por causa do incêndio, o veículo ficou completamente destruído, mas apesar do fogo, ninguém ficou ferido. Uma perícia será feita para investigar se o incêndio foi acidental ou criminoso.

Uma foto  (foto acima), enviado por um internauta, que passava pelo local, mostra as chamas consumindo o veículo, minutos depois da viatura ter começado a pegar fogo. Nas imagens não é possível ver onde estão os policiais.

De acordo com delegado Jair Paiva, titular da delegacia regional de Caxias, o fogo começou por volta das 12h30. “Ao que tudo indica foi algum tipo de pane mecânica. Apesar do veiculo passar por constantes revisões e reparos, acontece. O que importa é que os nossos servidores, que estavam nela (viatura), saíram ilesos e também não atingiu terceiros”, explicou.

Ainda segundo o delegado, o Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu controlar as chamas para evitar que se espalhassem e atingissem outros veículos. Por causa do incêndio, o veículo ficou completamente destruído, mas apesar do fogo, ninguém ficou ferido. O veículo vai passar por uma perícia para identificar as causas do incêndio.

Assaltos levam população a ter medo de utilizar transporte coletivo


O medo ainda é o sentimento mais comum de quem é usuário de transporte coletivo em São Luís. Um dia após a divulgação por O Estado de que já foram registrados 400 assaltos a coletivos na Ilha de São Luís neste ano (número superior ao registrado durante todo o ano passado, quando ocorreram 366 assaltos do tipo), pessoas que costumam utilizar este tipo de serviço temem ser novas vítimas da criminalidade.
Mesmo durante o dia, usuários se sentem inseguros. “Outro dia, enquanto descia de um coletivo, olhei um senhor na porta do ônibus sendo assaltado. Isto poderia ter sido comigo e você olhar um fato assim te passa uma insegurança sim, muito grande”, relatou a professora aposentada Tereza Marques, que esperava um coletivo no Centro.
Outras pessoas, cansadas de esperar por providências do poder público, decidiram por conta própria, tomar medidas de precaução. “ Antes, eu saia de casa com jóias. Atualmente, saio no máximo com a bolsa e o celular, não somente por medo de me deslocar pelo Centro, ou na hora em que espero por um ônibus ou mesmo quando estou dentro dele”, disse a estudante Naara Santos.
O operador de Telemarketing, Danilo Duarte, que utiliza transporte coletivo diariamente, prefere acreditar nas crenças religiosas do que eficiência do poder público. “A gente se apega com Deus, que é o único neste momento que pode nos proteger”, afirmou. O sentimento de proteção divina durante o trajeto feito em um coletivo é compartilhado por outras pessoas. “Só mesmo Deus para nos livrar de qualquer mal”, afirmou a voluntária Terezinha Silva, moradora do João de Deus.
Rodoviários - Além dos usuários, os motoristas e cobradores de ônibus que trafegam em determinadas linhas da capital maranhense também já foram assaltados durante a jornada de trabalho. “Uma vez, quando trabalhava na linha da Liberdade, uns caras entraram e quando vi, um deles já estava com a faca na altura da minha barriga, pronto para fazer qualquer mal. Depois desceram e, quando fui à delegacia para prestar ocorrência, simplesmente os policiais de plantão disseram, quando descrevi os caras, que se tratavam de pessoas conhecidas. Quer dizer, o que faziam então soltos naquele momento?”, indagou o motorista Wilton Louzeiro, motorista da empresa Primor, da linha Fé em Deus.
O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informou que a categoria permanece em estado de greve e poderá parar as atividades a qualquer momento. De acordo com a direção do Sindicato, até o momento, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP) ainda não apresentou, de forma prática, soluções para combater os assaltos a coletivos na cidade.
Em nota enviada à Redação de O Estado na segunda-feira, a Polícia Militar do Maranhão informou que tem intensificado o patrulhamento para inibir assaltos a ônibus na Região Metropolitana de São Luís e atuado nos terminais de integração da Cohab, São Cristóvão, Praia Grande e Cohama, com a Operação Terminal Seguro. Outras ações como as Operações Catraca, Saturação e Corredor de Segurança, são realizadas na cidade. A PM informou ainda que tem mapeado os horários, itinerários e locais de circulação dos coletivos para coibir assaltos e outras práticas delituosas.
Enquete - “Tenho medo sim de ser assaltada quando pego ônibus. A gente vê tanta coisa na televisão que não tem como não sentir medo”, Claudina Cardoso – dona de casa (Claudina de Jesus)
“Antes, eu saia de casa com jóias. Atualmente saio no máximo com a minha bolsa e com o celular” , Naara Santos, estudante (Naara de Jesus)
“ Uma vez, quando trabalhava na linha da Liberdade, homens entraram e quando vi, um deles já estava com a faca na altura da minha barriga, pronto para fazer qualquer mal” , Wilton Louzeiro, motorista da empresa Primor, da linha Fé em Deus. ( Wilton de Jesus)
Números
400 é a quantidade de assaltos a coletivos registrados na capital maranhense, somente este ano
366 ocorrências do gênero foram registradas na cidade, em todo o ano passado

O machismo impera na Câmara de Bacabeira.

A vereadora kellyane é a única mulher dentre 11 vereadores.  A Parlamentar tem permanentemente recebido inúmeras denúncias dos mal ...