sexta-feira, 21 de junho de 2013

Rosário adere a protesto e população vai às ruas neste domingo dia 23

Continua crescendo a onda de protestos contra a corrupção em todo o Brasil, e não vai passar despercebido em Rosário. Centenas de pessoas entre jovens e adultos estão se mobilizando através das redes sociais convocando o público a saírem às ruas em forma de protesto contra os descasos, e corrupção no Brasil.

O manifesto não tem cunho partidário. É livre, pacífico e democrático. Em Rosário, por exemplo, o grupo promete lutar por seus direitos e dizer não à corrupção e às mazelas na cidade.

Segundo a organização do protesto, o manifesto acontecerá no próximo domingo, dia 23, com concentração às 9 horas da manhã, na Praça Benedito Leite, centro da cidade. De lá segue para a Praça do Coqueiro, Avenida Heráclito Nina e encerra na Praça da Matriz, um percurso de aproximadamente 1 km.

Os manifestantes deverão estar vestidos de branco e levarão cartazes, faixas e bandeiras pedindo o fim da roubalheira nos governos Federal, Estadual e municipal.

Espera-se que não haja bandeiras de partidos políticos, pichações e nem atos de vandalismo.


Mais informações a qualquer momento
 
 
Bacabeira em Foco

quinta-feira, 6 de junho de 2013

TJ mantém Irlahi na Prefeitura de Rosário

A juíza titular da 1ª Vara da Comarca de Rosário, Rosângela Prazeres Macieira, determinou ontem, liminarmente, o retorno da prefeita Irlahi Linhares (PMDB) ao cargo.
Ela havia sido afastado por 90 dias pela Câmara Municipal, em decisão tomada na noite de segunda-feira, dia 3. A votação terminara 6 a 5 na ocasião.
No seu despacho, a magistrada disse entender que a peemedebista teve cerceado o direito de defesa, já que não estava presente à sessão plenária que culminou com o seu afastamento. "A votação foi realizada sem que a requerente exercesse seu direito constitucional de defesa, a fim de que pudesse efetivamente participar da decisão tomada ao final dos trabalhos", decidiu a juíza.
O afastamento da prefeita foi tomado por suposta improbidade administrativa, já que a Prefeitura de Rosário contratou a empresa do pai, a Moraes e Linhares Ltda, para o fornecimento de combustíveis e derivados para todas as secretarias do Município.
O valor do contrato, publicado no Diário Oficial da União (DOU) do dia 5 de março, é de R$ 919.450,00.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Prefeita afastada de Rosário some da cidade

A prefeita do município de Rosário, Irlahi Linhares Moraes (PMDB) não é vista na cidade desde a sessão da Câmara Municipal que votou pelo seu afastamento por 90 dias.
 
A sessão foi realizada na segunda-feira (3) e os vereadores decidiram por 6 votos contra 5 que Irlahi Linhares deve ser afastada. Os vereadores questionam um contrado de quase R$ 1 milhão assinado entre a Prefeitura e a empresa Moraes e Linhares Ltda para aquisição de combustíveis e derivados.
 
Durante a sessão a prefeita permaneceu todo o tempo na casa do seu pai. É ele o proprietário da empresa com a qual a Prefeitura assinou o contrato de R$ 919.450,00 e que motivou o processo de afastamento de Irlahi.
 
Depois do encerramento, ocorrido na madrugada, Irlahi Linhares não foi mais vista em Rosário. O vereador Sandro Marinho (PSD) disse ao blog que vê nesse fato uma tentativa de “protelar a citação para que a afastação se concretize”. Questionado se a decisão dos vereadores não cria um clima de insegurança na cidade, o vereador disse que “Nós agimos dentro do nosso poder de fiscalizar e de zelar pela coisa pública. Só queremos que o gestor, qualquer que seja, tenha a certeza de que os vereadores de Rosário estão representando o povo e atentos”.

Decreto assinado pelo presidente da Câmara, Leandro Cavalcante. Deve assumir a prefeitura
 o vice-prefeito Douglas Domingues de Sena Alves

Por blog do Louremar Fernandes

terça-feira, 4 de junho de 2013

Grande passeata em apoio ao afastamento da prefeita Irlahi acontecerá nesta Terça em Rosário

Após votação que afastou a prefeita Irlahi Linhares (PMDB) do cargo pelo prazo de 90 dias, os vereadores de oposição, junto com outros políticos e lideranças, conclamam a população em geral para um grande ato em comemoração ao afastamento da gestora à frente da tão sofrida cidade de Rosário.

Segundo informações obtidas, a concentração deverá acontecer em frente ao Banco do Brasil, na Praça Benedito Leite em Rosário, a partir das 15h contando com a presença de centenas de pessoas.



Câmara de vereadores afasta prefeita Irlahi em Rosário.

O pleno da câmara municipal de Rosário acaba de afastar por 90 dias, a prefeita Irlahi Linhares (PMDB) por prática de improbidade administrativa e não cumprimento dos dispositivos da Lei Orgânica do município.

Após denuncias vinculadas neste blog sobre licitações de combustíveis e derivados, onde a empresa vencedora e contratante seria pertencente à família da prefeita, os vereadores iniciaram uma série de investigações sobre o caso.

Após leitura da matéria, iniciou-se uma série de discussões e, em clima quente, o embate entre governo e oposição para votar a matéria durou mais de duas horas, que ao final, a oposição levou a melhor aprovando a matéria por 6 votos contra 5.

Vereadores que votaram a favor do afastamento de Irlahi: Jardson Rocha (PP); Francimar Oliveira – Preto (PP); Sandro Marinho (PSD); Ademar do Sindicato (PRP); Jorge do Bingo (PTdoB) e Luis Carlos – kiko (PP)

Vereadores que votaram contra o afastamento: Pedrosa Necó (PSB); Carlos do Remédio (PTC); Nazareno Barros (PTdoB); Josias Santos (PMDB) e Agenor Brandão (PV).

O vereador Magno Nazar (PRP) não esteve na sessão. Já o presidente da câmara, vereador Léo Cavalcante (PTB) só teria direito a voto se houvesse empate.

Incrivelmente, o voto que desempatou a votação e definiu o afastamento da prefeita Irlahi da frente da prefeitura, foi o voto do vereador governista Luis Carlos, o Kiko (PP), se é que podemos ainda chamá-lo de governo. Após o voto, Kiko foi ovacionado pela multidão presente na câmara, que também pediu o afastamento da gestora rosariense.


Mais informações em instantes.


Por Bacabeira em Foco

segunda-feira, 3 de junho de 2013

IMAGEM DO DIA: Moradora cobra a realização de concurso público na cidade de Rosário.

Uma leitora por nome Sheila Silva,  entrou em contato com o blog do Anônimo de Rosário, pela rede Social Facebook, querendo saber se a prefeitura de Rosário, vai ou não vai realizar  o concurso público na cidade.
 
A leitora Marjória Farias entrou em contado com o blog novamente  cobrando também a realização do concurso público na cidade de Rosário. 

Veja aqui:




 Veja aqui também:População cobra a realização de concurso público na cidade de Rosário

Sarney esqueceu dos buracos que deixou abertos no Maranhão…

Sarney reclama dos buracos de São Luís, acho que deveria falar dos buracos da Fábrica de Rosário , Refinaria e estradas fantasmas que Roseana pagou e não fez…

Ates de iniciar este assunto quero deixar claro que não estou falando apenas de rombos, sim, das estradas desse Brasil inteiro que nossos políticos esquecem-se de tampar.
Buracos no Maranhão, Amapá, de todo o país neste 1º mandato de Dilma Rousseff  casada com uma faminta bancada de pmdebistas, ávidos pelo poder e pelas vantagens. Vantagens estas que, logicamente, nunca retornam aos seus eleitores como benefícios às suas cidades.
Estrada fantasma de Roseana
As estradas do país inteiro estão esburacadas, não é exclusivo da capital do Maranhão e sim da apatia dos nossos políticos que não pensam na população. Mas o senador pelo Amapá parece ignorar por completo este detalhe. Aliás, está dando o devido destaque em sua coluna. Vamos ao que interessa:
Pelo blog do jornalista Gilberto Leda (acompanhem aqui), tive acesso ao tremendo contra-senso (se bem que a aplicação correta seria de tremendo absurdo) praticado pelo dono da coluna, José Sarney, que ascendeu na vida através dos votos da população maranhense. Sarney, hoje senador pelo Amapá, foi deputado, governador, presidente da Brasil graças ao povo do Maranhão, terra que diz morrer de amor.
Mas não parece que se interessa em resolver os problemas do povo do Maranhão, pois com tanto carisma e intimidade com os petistas Lula e Dilma, bem que poderia fazer uma atitude em favor do povo do MA, estado que lhe deu tantas oportunidades de ascender.
Sarney que para apontar o dedo indicador na direção dos adversários é rápido, foi direto ao ponto; se há buracos a culpa é do prefeito (Edivaldo Holanda Jr.). Muito bem, Sarney, Vossa Excelência se esquivou mais uma vez de uma responsabilidade, pois, sua maior preocupação seriam as ruas do Amapá, pois, seu mandato de senador pelo Amapá ainda vai até o fim do ano de 2013.
Mas, será que, então, o senador não citou sua cidade, Macapá, que está totalmente entregue aos buracos, como mostra um artigo retirado de um blog de Macapá, vejam abaixo no blog da Jeanny Raiou:

MACAPÁ: BURACOS, LIXO E TRÂNSITO


Seria bom se o senador Sarney falasse nos seus textos, além dos buracos de São Luís, da famosa estrada fantasma Arame/Paulo Ramos, da Fábrica de Rosário, da Refinaria de Bacabeira, e tantos outros buracos e esqueletos deixados para que seu grupo político se  perpetuasse no poder.


Por blog do Ricardo Santos

sábado, 1 de junho de 2013

Vixe Maria! Prefeitura de Rosário vai gastar mais de 200 mil com urnas funerárias

A prefeitura de Rosário, distante apenas 09 quilômetros de Bacabeira e 60 quilômetros da capital São Luis, abriu licitação para empresa fornecer urnas funerárias para a prefeitura da cidade, num montante de mais de R$ 200 mil reais, segundo Extratos dos Contratos Nº 36/2013 e 37/2013, publicados no diário oficial da união, no último dia 06 de maio de 2013.

Segundo consta nos extratos, as empresas que fornecerão as urnas funerárias à prefeitura de Rosário, serão a Deusimar R. Ferreira-ME (Pax Nossa Senhora do Rosário, de inscrição CNPJ Nº 02.805.436/0001 – 83; e Pax Rosariense Serviços Póstumos LTDA-ME de inscrição CNPJ Nº 07.056.732/0001-42. Segundo informações, ambas são da cidade.

A Secretaria de Assistência Social do Município teria sido a pasta que intermediou o contrato dos serviços funerários para o município, conforme o Diário Oficial da União – DOU, onde terá vigência de contrato de 12 meses a contar da assinatura do mesmo.

A contratação dos serviços funerários já virou motivo de piadas entre a população da cidade, que dizem que, ao invés de investirem 200 mil na saúde da população para evitar óbitos, a prefeitura tem feito o contrário: Compra logo o caixão para enterrar os mortos.

Não podemos negar que esse tipo de serviço é constante entre prefeituras, principalmente as do interior do estado. O que espanta a população rosariense é, justamente, o valor do contrato. Somados os valores dos dois extratos, temos um total de R$ 203.030,00.



Veja abaixo a cópia dos extratos: 



Por Bacabeira em Foco

TSE propõe voto distrital misto para vereador em 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende modificar as regras eleitorais já para o próximo ano em que serão realizadas eleições munici...