quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Denunciante diz que a prefeitura de Rosário, tirou as gratificações do funcionalismo. Veja!

Na manhã desta quinta-feira (28), o blog recebeu uma denuncia um tanto quanto surpreendente, onde o denunciante afirma que a prefeita Irlahí Linhares (PMDB), retirou dos contracheques do funcionalismo público municipal, o adicional gratificação que eles já recebem há anos.


Segundo Raimundo Silva, o senhor que denunciou a falta de respeito para os trabalhadores daquela cidade, os servidores fazem o possível e o impossível em busca de realizar suas atividades da melhor forma para ajudar no crescimento do município, onde os classificou de “verdadeiros heróis”.


Raimundo lembrou ainda, que a prefeita durante sua campanha eleitoral buscando sua vitória nas urnas, havia prometido muito empenho e dedicação, pois estava cansada de ver o descaso deixado pelas administrações anteriores, que segundo ele, é tudo mentira.


Veja abaixo a denuncia enviada ao blog.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Jota Pinto defende projeto que inclui Bacabeira e Rosário na Metropolização

O deputado Jota Pinto (PEN) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (26) para cobrar da Mesa Diretora pressa na votação do projeto de lei, em tramitação na Casa, que altera a Região Metropolitana da Grande São Luís, incluindo os municípios de Rosário e Bacabeira.  

De acordo com projeto de lei aprovado anteriormente pela Assembleia Legislativa, no momento fazem parte da Região Metropolitana da Grande São Luís apenas os municípios de São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar e Alcântara.

Para Jota Pinto, seu projeto traz apenas duas alterações importantes. A primeira, diz que a adesão dos municípios da Região Metropolitana deve ser votada com maioria absoluta, com o detalhe que o terceiro será orientado pelo Conselho Municipal de Administração, no prazo de 90 dias.    

A segunda alteração do projeto de lei diz o prazo para a manifestação das câmaras municipais dos referidos municípios passa a contar a partir da data da publicação da lei. “Já existe um entendimento de todos os prefeitos que existe a necessidade de consolidar a metropolização”, revelou.  

Na avaliação do deputado Jota Pinto, não se admite mais termos em São Luís um aterro sanitário que não existe mais, porque já passou seu prazo de validade. “Com a implantação da metropolização, pode pensar na instalação de um aterro metropolitano, em outro município da região”, afirmou.

O parlamentar acha que a metropolização favorecerá, também, a projeção e execução de importantes políticas públicas integradas entre os municípios envolvidos para melhorar a qualidade de vida da população no transporte, na saúde, na educação, na infraestrutura urbana e outros setores.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ROSÁRIO: G9 é formado e governo fica encolhido na câmara.

Na 1° sessão legislativa ordinária da câmara municipal da cidade de Rosário, distante apenas 9 km de Bacabeira, todos os vereadores se fizeram presentes, onde foram apresentados por eles, 17 preposições entre requerimentos, indicações e projetos de lei, que foram devidamente discutidos e aprovados pelos edis daquele poder.

Mas, não foram só as preposições que chamaram a atenção de dezenas de pessoas da sociedade civil, na 1ª sessão ordinária da nova legislatura. O clima ferveu no plenário da casa. Tudo por que foi anunciado pelo vereador Jardson Frazão (PP), um grupo de nove vereadores, que formaram entre si, a “Frente popular”, um movimento em prol dos direitos da sociedade rosariense.

O G9 foi formado a partir de vereadores da oposição e alguns do governo que atuaram na campanha da prefeita Irlahi Linhares (PMDB). O caso de Jorge do bingo (PTdoB) e do presidente da casa, Léo Cavalcante (PTB). Segundo eles, a prefeita não tem respeitado a câmara municipal, representados pelos vereadores, deixando de comparecer em alguns assuntos importantes da casa, como audiências públicas, início dos trabalhos do legislativo e outras coisas mais. E em resposta a isso e ao caos existente no município, os nove vereadores decidiram que cumprirão seu dever na câmara com honradez e compromisso, e por isso criaram esse grupo.

Rosário detém, hoje, 13 vereadores, e dos 13, 9 optaram pela unidade em busca de um objetivo, que é legislar em favor do povo. Ou seja, oposição contra tudo que estiver irregular na cidade.

Veja abaixo a lista de vereadores que compõem o G9, grupo independente:

Presidente da casa, Léo Cavalcante - PTB
Jardson Frazão - PP
Sandro Marinho - PSD
Francimar Oliveira (Preto) - PP
Luis Carlos (Kiko) - PP
Magno Nazar - PRP
Jorge do Bingo - PTdoB
Ademar do Sindicato - PRP
Agenor Brandão (PV)

O Governo conta apenas com quatro vereadores na casa, são eles:

Líder do governo, Pedrosa Filho (Necó) - PSB
Carlos do Remédio - PTC
Josias - PMDB
Nazareno – PTdoB

Assim sendo, dá pra se ter uma noção de como iniciou os trabalhos na câmara rosariense. Foi um verdadeiro “Pega-pega” entre governo e oposição, sendo que o G9 levou uma vantagem, por discutir e cobrar o executivo as melhorias que a cidade tanto precisa.

E o G9 alertou... “É só o começo”!
 
 
 
Por Bacabeira em Foco

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Rosariense “detona” pra cima da prefeitura.

 
A rosariense Kátia Oliveira, funcionária da Secretaria de Saúde de Rosário, usou o facebook para “disparar” pra cima da prefeitura daquele município.

Em seu comentário, a funcionária pública diz que havia entregado a produção mensal, mas que não sabia como essa produção seria repassado ao Ministério da Saúde, já que não existe, segundo ela, uma equipe do Programa Saúde da Família (PSF), e nem de saúde bucal funcionando na cidade.

No comentário ainda constam valores, que segundo Kátia, Rosário já recebeu entre os meses de janeiro e fevereiro.

FPM – R$ 471.162,00

Fundo a Fundo – R$ 33.682,96 para a Farmácia básica e R$ 83. 395,83, para atenção básica fixa.

Segundo anunciado pelo comentário, já caiu nos cofres da prefeitura de 1° de janeiro até o dia 19 de fevereiro deste ano, a quantia de R$ 6.240.886,28.

Este comentário chegou à nossa redação, e a pedido de um popular da cidade de Rosário, o blog reproduziu o comentário-desabafo.


sábado, 23 de fevereiro de 2013

Moradores de São João do Rosário, estão há 5 dias sem água.

Os moradores do povoado de São João do Rosário, reclamam, que estão  há 5 dias sem água,  os moradores denunciam que a prefeitura de Rosário, levou a Bomba para consertar mais até hoje nem sinal dela.

Um morador de São João do Rosário, revoltado com falta de água reclama é essa mudança que o povo esperava vamos sofrer mais 4 anos, tudo indica que a prefeita Irlahi Linhares, não vai cumprir com que prometeu.


Prefeita de Rosário, tem tratado com grosseria os servidores

prefeita de Rosário, Irlahi Linhares
A prefeita de Rosário, Irlahi Linhares, tem tratado com grosseria os servidores que estão com o salário atrasado, em especial os prestadores de serviço que não recebem dinheiro há dois meses, o de dezembro deixado pelo gestor anterior e o de janeiro que ainda não foi pago por ela. Será falta de recursos? Vejamos, do dia 1º de janeiro de 2013 até a data de hoje, já caíram nos cofres da Prefeitura de Rosário mais de R$ 6.240.886,28. Sendo assim, Irlahi não pode culpar o antecessor.

DESCONTO NO CHEIRO

Falando nisso..., De acordo com informações que circulam nas ruas de Rosário, um verdureiro foi surpreendido pela prefeita Irlahi Linhares (PMDB), que estava comprando verduras na feira do município, quando ela pediu desconto num cheiro verde, no valor de R$ 25 centavos. “O senhor não deixa por vinte centavos, por que está muito caro”, teria dito a prefeita. A cidade rosariense está cheia dessa história.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Prefeita de Rosário, quer pagar salários em 20 parcelas



ROSÁRIO-MA: Cerca de 200 servidores municipais de Rosário, na região do Munim, fizeram uma manifestação na última terça-feira (19), pelas ruas da cidade, para mostrar à sociedade sua indignação, pela falta de respeito e descaso da gestão pública do município em relação à categoria.

Segundo reportagem publicada na edição desta quinta-feira (21), do Jornal O Quarto Poder, os manifestantes cobram da prefeita Irlahi Linhares (PMDB) o pagamento do salário referente ao mês de dezembro de 2012, deixado pelo gestor anterior.

Com faixas e apitos, os manifestantes informavam que a prefeita Irlahi não quis negociar a dívida, pois fez uma proposta de pagar em 20 vezes, e isso serve até de piada, lembrando que até nesta data, há funcionários que também não receberam o mês de janeiro/2013.

"Nenhum funcionário aceitou a proposta da prefeita [Irlahi] em pagar os salários do mês de dezembro, dividido em 20 vezes. Os servidores estão propondo uma assembléia para decidir o que será feito. Realizamos a mobilização porque todas as formas de negociação já foram esgotadas", declarou a professora Flor de Liz em comentário na rede social Facebook.


Ela informou ainda que, do dia 1º de janeiro de 2013 até a data de hoje, já caíram nos cofres da Prefeitura o valor de R$ 6.240.886,28. "E ainda tem funcionários que não receberam o salário de janeiro,  a culpa é de quem?", questiona a educadora em seu perfil no Facebook.


Os manifestantes prometem fazer uma nova mobilização na próxima semana, em frente ao Palácio Ivar saldanha, sede da prefeitura rosariense, e se não houver um acordo, a categoria promete paralisar as atividades em todos os setores da administra pública de Rosário.




O OUTRO LADO

Após a manifestação dos servidores, a prefeita Irlahi Linhares (PMDB), decidiu receber em seu gabinete na manhã desta quarta-feira (20), os representantes do sindicato e dos funcionários.
Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, durante o encontro foi acordado com a categoria, o pagamento do salário atrasado em cinco parcelas.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

MPMA emite Recomendação contra nepotismo em Rosário e Bacabeira

Promotoria de Rosário
O nepotismo na administração pública é contratação de parentes de membros do Poder Público para empregos temporários, cargos comissionados ou colocados em função gratificada apenas por causa de laço familiar ou afetivo.
 
Prefeita de Rosário, Irlahi Linhares
Visando o combate ao nepotismo, a 1ª Promotoria de Justiça de Rosário expediu, em 31 de janeiro, Recomendação à Prefeitura e Câmara Municipal de Bacabeira e Rosário. A promotora de justiça Elisabeth Albuquerque de Sousa Mendonça assina o documento que se baseou na Constituição, que caracteriza como crime o nepotismo político.
 
Em razão disso, o MPMA recomenda que os órgãos dos dois municípios, efetuem, no prazo de noventa dias, a exoneração de todos que se encontram em situação de nepotismo; não nomeiem ou contratem, nem mesmo por tempo determinado ou necessidade temporária, pessoas que sejam cônjuges, companheiros ou parentes até o terceiro grau em linha reta ou colateral de prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, chefe de gabinete, procurador-geral do município, vereadores ou de cargos de direção, chefia ou de assessoramento.
 
O MPMA pede, ainda, após o prazo, cópias dos atos de exoneração e rescisão contratual dos servidores que estavam em situação de nepotismo, bem como a declaração de todos os servidores de cargos comissionados ou funções gratificadas no Poder dos municípios, esclarecendo se possuem ou não parentesco em linha direta ou colateral.
 
 
(CCOM-MPMA)

Redutores começam a funcionar na BR-135 nesta sexta


Instalados em novembro, equipamentos operavam em caráter experimental.
Dnit está colocando 82 controlares de vecidade e barreiras nas rodovias.

Dois redutores de velocidade na BR-135 começam a funcionar efetivamente a partir da próxima sexta-feira (8). Um está fixado no km 10.1 e, o outro, no km 14.8. A velocidade máxima permitida é de 60 km por hora.
 
Desde que foram instalados, em novembro do ano passado, os equipamentos estavam operando apenas em caráter experimental.
 
A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Maranhão está instalando 82 equipamentos, entre controladores de velocidade e barreiras eletrônicas, ao longo das rodovias federais no Maranhão: BRs 010, 135, 222, 226, 230 e 316. O objetivo é reduzir os acidentes, evitar atropelamentos e proporcionar mais segurança à população.
 
Na BR 135 já foram instalados 12 redutores de velocidade, no trecho entre o km 1.6 e km 24. Também já foi realizado estudo técnico para a implantação de equipamentos eletrônicos redutores de velocidade em mais 27 pontos da rodovia. Ainda não há previsão de instalação de redutores de velocidade no trecho da rodovia conhecida como Campo de Perizes.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

MP requer na Justiça afastamento da delegada regional de Rosário

O Ministério Público do Maranhão ajuizou Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa, com pedido de liminar, em que requer o afastamento do cargo da delegada regional de polícia de Rosário, Maria de Jesus de Sousa Melo.
 
Autora da ação, a promotora de justiça Elisabeth Albuquerque de Sousa Mendonça, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Rosário, pediu ainda que a Secretaria de Estado da Segurança Pública nomeie, num prazo de 24 horas, um substituto temporário para o cargo.
 
Segundo a representante do MP, o pedido de afastamento foi devido às várias decisões judiciais descumpridas pela delegada, sem nenhuma justificativa. “A necessidade de afastamento da requerida do cargo de delegada regional de Rosário impõe-se para resguardar o direito à vida, à liberdade e à dignidade dos cidadãos prejudicados pela insubmissão do agente público com a lei e a justiça”, argumentou.
 
Na Ação Civil, a promotora de justiça elenca um grande número de mandados judiciais descumpridos pela delegada de polícia. Exemplificou com uma Ação Penal movida pelo MPE que foi extinta porque a autoridade policial não tomou as providências devidas. No caso, José Marcelino Rates era acusado por crime de homicídio qualificado praticado contra seu filho Magno Silva Martins.
 
Em outra situação, um menor de 17 anos foi indiciado pelo crime de tráfico e preso em flagrante, contrariando o procedimento previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. “Em vez de diligenciar no sentido de saber se se tratava de menor de idade, indiciou-o como maior de idade, além de mantê-lo preso à margem da lei”, comentou a promotora Elisabeth Mendonça.
 
O Ministério Público acrescenta ainda que o município de Rosário é um dos focos do crime de tráfico no estado, sendo centro de recrutamento, planejamento e execução de crimes graves, como roubos, homicídios, ameaças de morte às autoridades do próprio MP, do Judiciário e da Polícia Militar. “A atuação desidiosa e ilegal da autoridade policial tem servido para um incentivo ao incremento das atividades criminosas, o que vem ocorrendo há algum tempo no município”, complementou.
 
 
 (CCOM-MPMA)

Desiludido, Tiririca quer voltar a ser palhaço


Deputado mais votado no país em 2010, Tiririca (PR-SP) quer voltar a ser só palhaço. Desiludido com a política, ele disse à que não disputará mais eleições e, findo seu mandato, em fevereiro de 2015, irá se desfiliar do PR.
 
Na metade da legislatura, Tiririca, que se elegeu com a promessa de descobrir o que faz um deputado, disse que já entendeu que “não dá para fazer muita coisa”.
 
 
O desalento, no entanto, não é a razão para deixar o salário de R$ 26,7 mil, verba de gabinete de R$ 97.200 e direito a apresentar R$ 15 milhões em emendas.
 
A justificativa é a falta de tempo para se dedicar ao que mais gosta: fazer shows (que lhe rendem mais dinheiro do que a Câmara). “Eu sou artista popular. Aqui me prende muito. A procura pelos shows é enorme e não dá para fazer”, afirma ele.
 
Acompanhar o crescimento de sua filha de três anos é outra razão. “Esses dias ela saiu nadando, é muito massa.” Pai de seis filhos, Tiririca diz que não pôde estar perto dos demais e não quer repetir o erro com a pequena.
 
Quando voltar aos palcos, ele promete não fazer piada sobre político. “Quando a gente está fora acha que deputado não faz nada, mas eles trabalham para caramba.”
 
Nestes dois anos na Câmara, diz ter aprendido muito: “Aqui é uma escola. Se aprende tanto ir para o caminho legal quanto ir para o ‘outro caminho” [diz não ter sido convidado a entrar]. Descobriu, porém, que política não faz parte de seu projeto pessoal.

E já deixou de lado os ternos importados (Armani e Hugo Boss) que usava para imitar boa parte dos líderes do Congresso. Adotou um visual mais moderno, que inclui paletó de veludo colorido, calça jeans e gravatas inusitadas. Agora, mandou fazer camisas personalizadas. Pediu um tecido que se adapte ao clima seco da capital.
 
Os novos trajes já renderam brincadeiras entre os deputados mas também ajudam Tiririca a se entrosar. No tempo em que está na Câmara, fez pelo menos oito amigos, entre eles seu candidato à presidência da Câmara, deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que perdeu a disputa ontem: “É um cara bacana”.
 
Sobre o fato de ainda não ter discursado na tribuna da Câmara, desconversa: “Para falar o quê? Nenhum projeto foi aprovado. No dia que for, eu subo para agradecer”.
 
 
INFORMAÇÕES FOLHA DE SÃO PAULO

Roseana elogia disposição da Assembleia Legislativa para o diálogo

Secretário Luís Fernando Silva apresentou mensagem da governadora em que destaca o ambiente econômico vivido pelo Maranhão.
 
O secretário-chefe da Casa Civil e de Infraestrutura, Luis Fernando Silva, destacou ontem o bom ambiente econômico e financeiro do Maranhão ao representar a governadora Roseana Sarney (PMDB) na abertura oficial dos trabalhos da sessão legislativa deste ano da Assembleia Legislativa.
Responsável por encaminhar à Casa um relatório anual das atividades do Governo do Estado, o secretário leu da tribuna uma mensagem da governadora Roseana Sarney, destacando além dos bons números do planejamento do Executivo, as principais obras e ações realizadas em 2012.
 
Na mensagem, Roseana também parabenizou os deputados pelo que considerou “disposição política para o diálogo”. Segundo ela, a maturidade dos parlamentares possibilitou a aprovação das leis que conduziram o Estado ao patamar em que se encontra.
 
"Parabenizo-os pela disposição política para o diálogo, entendimento e negociação, que permitiram que aprovássemos leis que contribuíram sobremaneira para a efetividade da boa gestão dos recursos públicos", diz o texto.
 
Segundo a mensagem levada por Luis Fernando, as medidas tomadas a partir da reeleição da governadora têm por objetivo consolidar, até o fim de 2014, os padrões de moralidade e credibilidade dados à administração pública estadual desde que a atual gestão reassumiu o poder.
 
"O propósito maior continua a ser o de equilibrar as contas públicas, proporcionando ao Tesouro Estadual a condição de ampliar os investimentos de caráter estratégico para o Estado do Maranhão, que se realizam mediante a implantação de projetos estruturantes capazes de proporcionar mais competitividade à nossa crescente economia e a implementação de ações que visem reduzir a pobreza extrema, possibilitando maior igualdade entre todos os maranhense", completa.

Empréstimo - A aprovação, pela Assembleia Legislativa, da autorização para que o Estado contraísse R$ 3,8 bilhões em empréstimos do BNDES - recursos que serão integralmente investidos no Programa "Viva Maranhão" - também mereceu destaque na mensagem governamental. "Nesse contexto, foi possível ao Estado aprovar, com imprescindível apoio dessa Casa, operações de crédito provenientes das linhas de financiamento do BNDES, no valor de R$ 2,8 bilhões e do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e do Distrito Federal (Proinveste), no valor de R$ 1 bilhão", concluiu a governadora no documento levado pelo secretário Luis Fernando, que ressaltou o fato de que a mensagem era o "resumo do resumo das ações".
 
"O documento entregue ao presidente Arnaldo Melo é detalhado e contempla todas as áreas de atuação do Governo do Estado", declarou o secretário.
 
O presidente da AL, deputado Arnaldo Melo (PMDB), parabenizou o Executivo pelo trabalho que vem sendo realizado para atrair novos investidores. "Vemos luzes melhores, um estado com suas contas saneadas, o que garantiu um empréstimo de R$ 3,8 bilhões, recursos que vão construir infraestrutura para os novos empreendimentos. Temos certeza que o Maranhão vai continuar crescendo, o que nos faz acreditar que estamos no caminho certo", declarou.
 
Eleição para 1º vice será amanhã

A eleição para a 1ª Vice-Presidência da Assembleia Legislativa acontecerá amanhã, segundo determina resolução assinada pelo presidente da Casa, deputado estadual Arnaldo Melo, encaminhada à publicação no Diário da AL ainda na tarde de ontem. Até o fechamento desta edição, apenas o deputado estadual Max Barros (PMDB) era declaradamente candidato à vaga.
 
O peemedebista já conta com o apoio do Bloco da União Democrática (BUD), do Bloco Parlamentar Pelo Maranhão (BPP), do PV, do PSD e do Bloco Parlamentar de Oposição (BPO). Ontem, os deputados Eduardo Braide (PMN) e Alexandre Almeida (PSD) circularam pela Assembleia colhendo assinaturas a um documento em que se declarava oficialmente apoio a Barros.
 
"Nós, deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Estado Maranhão, vimos por meio deste declarar compromisso ao nome do deputado Max Barros [PMDB] para concorrer à vaga de 1° vice-presidente em decorrência da desistência do deputado Ricardo Murad [PMDB], que preferiu manter-se como secretário de Saúde do Estado. Atenciosamente, os deputados abaixo assinados", diz o texto do documento.
 
A vaga de 1° vice-presidente está aberta desde que o deputado estadual Ricardo Murad decidiu permanecer à frente da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Na quinta-feira da semana passada, dia 31 de janeiro, um dia antes da posse oficial da nova Mesa Diretora do Legislativo, ele encaminhou ofício confirmando a desistência. Na manhã seguinte, Max Barros confirmou o interesse.
 
Na Casa, é voz corrente que a eleição deve se dar por consenso.
 
 
Por Gilberto Léda

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

CONFUSÃO GRANDE À VISTA: Adversário de Roseana Sarney é nomeado chefe da Agerp em Rosário


Valter ao lado de Flávio Dino, durante a campanha de 2010
A nomeação do técnico agrícola Valter Costa Sousa (PT) como gestor regional da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), órgão ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes), provocou a revolta dos aliados históricos da governadora Roseana Sarney, em Rosário, distante a 75 km de São Luís.

Segundo apurou o Blog do Udes Filho, Valter Costa é petista “radical”, ligado a ala de Domingos Dutra e Bira do Pindaré. Nas eleições de 2010, o novo gestor regional da Agerp de Rosário foi adversário da governadora Roseana Sarney, que na época buscava a reeleição. Quatro anos antes, no pleito de 2006, Costa foi acusado de hostilizar o senador José Sarney, que viveu maus momentos ao ser impedido de utilizar o palanque armado no Clube do Giovane, onde seria feito uma espécie de comício fora de prazo.
 

Posse do aliado de Dutra e Bira contou até com a presença da prefeita Irlahi, aliada de João Alberto
Na época, o então prefeito Ivaldo Cavalcante e os ex-prefeitos Marcone Bimba e Reinaldo Calvet chamaram correligionários para uma improvisada “palestra”. Porém, a militância da Frente de Libertação, que tinha como um dos animadores o próprio Valter do PT, não deixou por menos. Aguardou a passagem de Sarney na cabeceira da ponte sobre o rio Itapecuru, com um grande bandeiraço. Sob vaias, muitas vaias, Sarney resolveu reduzir o espaço de tempo de sua permanência na cidade.
 

O ato da governadora com a nomeação do petista radical virou motivo de ameaças de rebelião na base aliada. “O Valter não é só um adversário do governo, na verdade, ele é e sempre foi um inimigo. Então, não podemos aceitar a nomeação dele num órgão de grande importância para o desenvolvimento da agricultura na região”, revelou um aliado governista que pediu para não ter o nome revelado.



Noemação de Valter na Agerp revolta aliados históricos do grupo Sarney, em Rosário

A nomeação do aliado de Domingos Dutra no governo teve a intervenção do próprio presidente da Agerp, Jorge Fortes. Segundo informações obtidas pela reportagem, foi ele que conseguiu a demissão de Miguel Jorge Pereira Rezzo, engenheiro agrícola, com 30 anos de experiência, do posto que hoje vem sendo ocupado por um técnico apenas com a formação em nível médio.

“Virou gozação e ironia, pois Rosário é o único lugar do mundo, onde um técnico vai comandar uma equipe de engenheiros agrônomos. É como se um coronel obedecesse à ordem de um soldado”, informou um funcionário que presta serviço ao órgão na região.
 

Luiz Orlando, outro adversário do grupo Sarney em Rosário, também esteve na posse de Valter na Agerp


Desafeto da família Sarney, a nomeação de Valter Costa, como chefe do escritório regional da Agerp de Rosário, foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE), do dia 11 de janeiro, conforme cópia em anexa. Ele tomou posse no cargo no último dia 24.







Prefeitura de Rosário, Inicia Recuperação de Ruas


Uma equipe de operários, caçambas, máquinas, estiveram hoje, 04, as 08h00 min na rua, Heráclito Nina recuperando a via na proximidade da escola, Paulo Ramos.

Este foi o resultado da ação emergencial da Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação, realizada na manhã de hoje, 04, no centro da cidade.
 

Os serviços de recuperação de ruas foram coordenados pessoalmente pelo prefeita Irlahi Moraes e o José Carvalho secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, também a equipe esteve no local, realizando serviços de limpeza das vias.

“Durante o serviço, deparamo-nos não apenas com o problema das ruas esburacadas, como também outras demandas de infraestrutura. É importante manter esse vínculo com a população, pois é o próprio morador que identifica os pontos mais críticos de sua rua, para recupera com mais eficiência. Nós estamos aqui pessoalmente, trabalhando para transformar a vida das pessoas da cidade”,

''Na conclusão dos serviços realizado no centro, a recuperação parcial e total será expandido para os bairros do municipio'', afirmou o secretário de infraestrutura.
 
 
 
  Pela Assessoria de Comunicação da prefeitura de Rosário
 

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Prefeita de Rosário mentiu para os eleitores e acabou com o carnaval, diz vereador

Vereador Sandro Marinho. [Foto: Reprodução/Facebook]
O vereador Sandro Marinho (PSD) está cobrando da prefeita de Rosário, Irlahi Linhares (PMDB), o cumprimento de algumas propostas apresentadas durante a campanha eleitoral e tidas como emergenciais, mas que ainda não se tornaram realidade, embora já tenham se passado 30 dias da posse da nova chefa do Executivo municipal.
 
Na sessão extraordinária da última segunda-feira, Sandro lembrou que é seu dever fiscalizar “a implantação e execução das ações sugeridas pela gestora municipal” e destaca algumas medidas que foram prometidas na campanha, mas não cumpridas: a ajuda de custo da prefeitura para facilitar o cidadão rosariense na emissão de sua primeira habilitação para carros e motos; e o incentivo às manifestações populares do município.
 
O líder do PSD na Câmara, afirmou que será incansável na cobrança do cumprimento da promessa de campanha que encantou o eleitorado de Rosário.
 
“A prefeita [Irlahi] enganou o eleitor com falsas promessas de campanha. Ela disse que iria doar as carteiras de motoristas para carros e motos, porém, mandou a Policia Militar prender todas as motos, e ainda obrigou os condutores a pagarem taxa de transporte no valor R$ 300. A população está revoltada porque está se sentindo enganada pela nova prefeita já que não foi feito nenhum tipo de educação para o trânsito”, informou Marinho.
 
Sandro cobrou ainda uma explicação da prefeita para a demissão de funcionários da limpeza pública com 20 anos de trabalho e pediu informações sobre uma empresa de Cachoeira Grande que estaria prestando serviço para a prefeitura de Rosário. “Queremos saber por que os funcionários foram demitidos? E se a contratação dessa empresa tem haver com a tal situação de emergência decretada pela prefeita para contratar sem licitação?” Questionou o parlamentar ao BLOG DO UDES FILHO.
 
Ainda de acordo com o vereador rosariense, a prefeita Irlahi usa a desculpa das dívidas na prefeitura para decretar situação de emergência com um único objetivo de contratar sem licitação. “É uma vergonha, e o pior de tudo é que a nova prefeita já demonstrou a que veio, ou seja, decretou estado de emergência apenas com um único objetivo de contratar sem licitação, além disso, está mandando apreender motos porque os condutores estão sem equipamentos, no entanto, durante a campanha os mesmo motoqueiros que tiveram suas motos apreendidas participavam de carreatas e comício com ela, sem capacete, sem camisa, e de chinelo”, completou.
 
Marinho encerrou suas críticas à Irlahi, comentando a não realização do tradicional carnaval rosariense. “A prefeita Irlahi descartou o carnaval, mas interessante é que durante a campanha ela pediu ao povo para não votar em ‘crente’, pois, segundo ela, eles iriam acabar com as tradições culturais de Rosário. Irlahi não é crente, mas acabou com a festa popular”, concluiu
 
OUTRO LADO

O blog procurou a prefeita Irlahi Linhares para comentar as denúncias, mas até o fechamento desta edição ela não havia sido localizada para falar sobre o assunto.
 
 
 
 
 

O machismo impera na Câmara de Bacabeira.

A vereadora kellyane é a única mulher dentre 11 vereadores.  A Parlamentar tem permanentemente recebido inúmeras denúncias dos mal ...