terça-feira, 30 de junho de 2015

Bomba: Auditoria da Transparência revela hospital fantasma na cidade de Rosário

Um hospital de 50 leitos que deveria ter sido construído em Rosário, na gestão do ex-secretário de saúde Ricardo Murad, governo Roseana Sarney, não passou da fase de terraplanagem e ainda assim consumiu R$ 4,2 milhões dos cofres públicos. A informação foi repassada à reportagem de O Imparcial pela Força Estadual de Transparência e Controle (Fetracon), órgão criado pelo governo Flávio Dino para auxiliar nas auditorias em obras públicas pela Secretaria de Estado de Transparência e Controle.

Terreno onde deveria ter sido construído um hospital em Rosário
O contrato, segundo a Fetracon, foi firmado com a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação. Valor total: R$ 4,8 milhões. A entrega do hospital estava prevista para 19 de maio deste ano. Mas no local existe apenas um terreno vazio, com tapumes e placa de especificações da obra. Os serviços, diz a Fetracon, “não foram executados e foram constatados indícios de diversos crimes e atos de improbidade, como licitação dirigida, pagamentos irregulares e superfaturamento.”
Segundo a auditoria, a empresa contratada recebeu em dias e sem atraso o valor total de R$ 4,8 milhões. Nas vistorias realizadas pelos engenheiros da Fetracon foi constatada a execução de apenas uma pequena parte da obra, correspondente a R$ 591.074,15. O que significa que o prejuízo ao Estado foi de R$ 4.265.621,95. O pagamento dos valores foi autorizado pela empresa Proenge Engenharia e Projetos Ltda, contratada por R$ 70 milhões na gestão do ex-secretário Ricardo Murad para fazer os projetos dos hospitais e fiscalizar as obras.
Processo licitatório

Rodrigo Lago
No processo licitatório, datado de 13 de dezembro de 2013, somente a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação apresentou proposta. Pela lei das licitações, o certame anterior deveria ter sido renovado, de forma que se pudesse buscar preços mais vantajosos ao Estado. Mas isso não ocorreu e a Ires foi contratada.
O secretario de Transparência informa ainda que no edital de licitação constavam “exigências descabidas”, que restringiam a concorrência e teriam contribuído para beneficiar a empresa contratada. A Fetracon não divulgou, porém, quais as exigências. Segundo ela, também não foi dada a necessária publicidade à licitação e nem foi observado o prazo mínimo entre a publicação do edital e a data da sessão de julgamento das propostas.

Ricardo Murad
A gestão de Murad pagou para a empresa 26% do valor total do contrato, mas somente foi constatada a execução de 3,2% do objeto contratado. Ainda assim, diz a Fetracon, a Proenge aprovou o pagamento de quase R$ 5 milhões para a Ires Engenharia Comércio e Representação.
De acordo com o secretário de Estado de Transparência e Controle, Rodrigo Lago, foi recomendado à Secretaria de Saúde a rescisão do contrato. “Considerando as gravíssimas constatações feitas pela Força Estadual de Transparência e Controle, determinei a realização de auditoria na licitação e na execução do contrato, além de encaminhar recomendações à Secretaria de Estado da Saúde no sentido de rescindir o contrato em defesa do patrimônio público”, explicou o secretário Rodrigo Lago.
A reportagem tentou entrar em contato com os envolvidos na denúncia, porém, até o fim desta edição apenas o ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, respondeu sobre a questão. Em nota, negou as acusações: “Sem maiores elementos tenho pouco a dizer a não ser que o programa é atestado pela gerenciadora do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) que detém o poder de autorizar o pagamento das faturas apresentados pelas empresas. Essa situação não tem condições de acontecer”, alegou.

Do Imparcial 

Governo segue ouvindo cidadãos para elaboração do Plano Plurianual e Orçamento Participativo

Em continuidade à série de escutas territoriais por todo o Maranhão, nesta quarta-feira (1°), o Governo do Estado leva as discussõespara cidades de Grajaú e Zé Doca. As escutas tem por objetivo garantir a participação popular na elaboração do Plano Plurianual (PPA) e Orçamento Participativo (OP), através da realização de plenárias onde representantes de instituições da sociedade civil e de órgãos públicos apresentam suas contribuições.

Os encontros estão sendo coordenados pela Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e a Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan). O secretário da Sedihpop, Francisco Gonçalves, explica que a intenção do Governo do Estado é reunir sugestões oriundas dos diferentes pontos do estado, com o principal objetivo de direcionar investimentos, através de demandas regionais, que serão executadas pelo PPA para o período de 2016-2019 e nos orçamentos anuais do mesmo período.

“O Governo do Estado realiza escutas em 15 territórios do estado. A idéia é, a partir dos territórios da cidadania, mobilizar as redes sociais e governamentais que participaram de diferentes processos de mobilização e debates sobre políticas públicas do estado”, explicou Francisco Gonçalves.
As plenárias contemplam 15 territórios: Vale do Mearim; Cerrado do Sul; Baixo Parnaíba; Sertão do Maranhão; Vale do Itapecuru; Baixada Ocidental; Centro Maranhense; Alto Turi Gurupi; Médio Mearim; Vale do Pindaré; Campos e Lagos; e Lençóis e Munim. As escutas são realizadas em cidades-polo.

Antes de Grajaú e Zé Doca, as Escutas Territoriais já passaram pelas cidades de Caxias, Bacabal, Chapadinha, Balsas, Colinas, Imperatriz, Itapecuru e Pinheiro. E ainda passará por outras seis cidades. “Optamos em iniciar pelos territórios mais distantes com cidades-polos, estratégias que apresentam melhor acesso e espaço público com estrutura do estado e de parceiros para viabilizar a realização do evento”, informou a secretária de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan), Cynthia Mota Lima.
No território do Vale do Mearim, onde já ocorreu a escuta de Bacabal, no dia 17 de junho, ocorrerá outra, desta vez em Pedreiras, no dia 4 de julho.

O resultado da sistematização das propostas será divulgado na Plataforma de Participação Popular, ferramenta digital que será disponibilizada na página eletrônica do Governo do Estado para possibilitar a interação permanente entre o povo e o poder público estadual. As demandas priorizadas nas escutas serão votadas em plenárias e na Plataforma de Participação Popular.

CALENDÁRIO DAS ESCUTAS TERRITORIAIS 

DATA
CIDADE POLO
TERRITORIO
01/07
Grajaú
Centro Maranhense
Zé Doca
Alto Turi Gurupi
03/07
Lago da pedra
Médio Mearim
Santa Inês
Vale do Pindaré
04/07
Pedreiras
07/07
Viana
Campos e Lagos
10/06
Barreirinhas
Data ainda a ser definida
São Luís
Metropolitano


Cultura maranhense encanta turistas e atrai multidões para os arraiais oficiais do Governo do Estado

Governador Flávio Dino entre os brincantes no arraial do Ipem
E seguiu com muita animação mais uma noite de festa nos arraiais organizados pelo Governo do Estado, no último sábado (27). O público que lotou os diversos terreiros da cidade curtiu uma programação que foi desde shows com artistas da terra, ao cacuriá, tambor de crioula e os grupos de bumba meu boi de toda parte do estado.

No terreiro Donato Alves, o antigo arraial do Ipem, o governador Flávio Dino viu de perto o sucesso da festa junina. Animado com os resultados, Dino ressaltou a importância de movimentar cultura para estimular o turismo e a economia do estado.

"É um momento muito importante porque temos essa beleza da concentração da energia do povo do Maranhão, da diversidade das nossas cores, sabores e saberes e experiências. É um momento que nos enche de alegria e ao mesmo tempo de ânimo para prosseguir nesta tarefa de fazer coisas boas. A festa junina é um momento importante para cultural maranhense, mas também é uma oportunidade de geração de trabalho, dez mil pessoas estão trabalhando no São João, portanto estamos olhando também para importância da economia da cultura", afirmou o governador Flávio Dino.

Além do boi do Nina Rodrigues, bumba meu boi de orquestra, o governador assistiu à apresentação do Boi Oriente, que veio da Baixada Maranhense. Com 25 anos de história o Boi Oriente traz as figuras do cazumbá e cabocos de pena.

No terreiro da Praça Maria Aragão, entre outras apresentações, o boi de orquestra Mimoso de São Bento, o alternativo Pirilampo, e as matracas do Boi de Maracanã fizeram a alegria de crianças, adultos e idosos. Dona Ligia Oliveira Fernandes, aos 97 anos ainda tem pique de acompanhar as festividades juninas. Acompanhada da filha, Telma Fernandes, dona Ligia assistiu sentada e com toda comodidade a todas as brincadeiras. "Eu faço questão de ver tudo de perto. Ainda tenho muito ânimo", afirmou.

Os arraiais maranhenses também têm reunido turistas de várias partes do Brasil e do mundo para curtir a cultura do Maranhão. É o caso da professora universitária de Dança, Lulu Pugliese, que veio de Salvador, Bahia. A dançarina baiana mostrou-se maravilhada com a cultura do estado. "Estou encantada com a diversidade cultural do Maranhão, com a hospitalidade do povo, que se parece muito com a da minha gente. Isso aqui é arte pura, estou completamente arrepiada", confessou.

Arraiais no interior

O clima de São João também tomou conta das cidades do interior do Maranhão. O sucesso é evidenciado por arraiais lotados e muita animação da população maranhense. Apoiados pelo governo, dezenas de municípios estão fortalecendo a cultura dos festejos juninos e difundindo o trabalho dos grupos folclóricos locais.

Realizado em parceria do Governo do Estado, Assembleia Legislativa e as prefeituras, as festas juninas que acontecem no interior do Maranhão estão beneficiando grande parte da população, levando programações culturais variadas e fortalecendo a economia dos municípios.

Na cidade de Porto Franco, a vibração dos festejos juninos tem contagiado até os municípios vizinhos. Segundo a superintendente da região, Verbena Macedo, o arraial tem sido um sucesso de público e animação, com apresentações folclóricas, shows e concurso de quadrilhas que atraem pessoas de cidades próximas. “O São João é a maior festa cultural de Porto Franco. E este ano, com o apoio do Governo, as festas têm sido de muito sucesso”, destacou a superintendente.

Com este investimento do governo Flávio Dino, as prefeituras puderam promover de forma mais setorizada os festejos juninos. A ação foi destinada à promoção de política pública estruturante, por se tratar de uma forma de proporcionar a valorização de manifestações e grupos populares do interior do Maranhão, que contaram com o investimento estadual por meio do repasse a ser realizado para as prefeituras.

O prefeito de Palmeirândia, Nilson Garcia, destacou que o foco do arraial do município tem sido o reconhecimento das atrações locais, que conta todos os dias com apresentações de bumba meu boi, quadrilhas, danças portuguesas e a boa presença do público. “Eu quero agradecer o Governo do Estado por tudo que tem feito pelo nosso São João”, destacou.

O secretário de Assuntos Políticos e Federativos, Márcio Jerry, ressaltou que o Governo tem prioridade em dialogar permanentemente com os municípios com o objetivo de estabelecer parcerias em importantes áreas, como na cultura. “Há o apoio do Governo do Estado neste São João para dezenas de cidades em todas as regiões do Maranhão. Já houve isso no carnaval e estamos ampliando ainda mais o suporte para os grupos folclóricos maranhenses”, explicou Jerry.

sábado, 27 de junho de 2015

Flávio diz que não pagará “mensalinho” para calar padre que envolveu pastoral em suas mentiras

É lamentável que a Comissão Pastoral Carcerária se deixe levar pelos interesses contrariados do padre Roberto Perez Cordova, que deixou de receber salário por uma terceirizada em Pedrinhas, e publique uma Carta Aberta ao governador Flávio Dino recheada de inverdades sobre a sua reação durante uma reunião ocorrida no Palácio dos Leões.
Em nota, o governo do Estado disse estranhar o teor da carta aberta da Pastoral, quando  se sabe que ao final da reunião os presentes fizeram questão de posar para uma foto festiva ao lado do governador.
Foto festiva com o governador Flávio Dino e  os integrantes de reunião para apresentação da proposta de regulamentação do Comitê de Combate à Tortura, com a presença da Pastoral Carcerária
governador Flávio Dino e os integrantes de reunião para apresentação da proposta de regulamentação do Comitê de Combate à Tortura, com a presença da Pastoral Carcerária

O palácio dos Leões explica que durante a reunião Flávio Dino apenas respondeu a uma equivocada afirmação sobre a piora do sistema carcerário, colocando os avanços alcançados em 2015, onde houve uma redução de 61% no número de fugas, 63% no número de mortes e nenhuma rebelião em Pedrinhas, como as que marcaram a administração Roseana Sarney.
Na nota, o governo afirma que em momento algum o governador afirmou que o sistema penitenciário estava perfeito e isento de problemas, lembrando ainda que a reação despropositada na carta atribuída à Pastoral, deve-se à revelação que um dos seus membros, o padre Cordova, recebia remuneração indevida de uma empresa terceirizada no sistema carcerário.
Pelo Facebook, Flávio Dino reagiu com a firmeza esperada para esses casos avisando que o seu governo não distribui dinheiro público para ser “simpático” e comprar silêncios, como foi o caso do padre, que enquanto estava empregado não se manifestou nenhuma vez sobre o caos generalizado que ocorria em Pedrinhas.
– Governo o estado com a seriedade e a firmeza necessária para enfrentar chantagens e a raiva dos privilegiados de ontem. Seja quem for – escreveu Flávio, que ainda completou:
– Nosso governo se recusa a pagar “mensalinhos”.  Para qualquer autoridade: civil, militar ou eclesiástica. Isto desperta reações lamentáveis.
Leia a nota oficial do governo sobre o caso:
NOTA OFICIAL
A respeito de nota atribuída à Pastoral Carcerária, o Governo do Maranhão tem a informar:
1 – A nota é absurdamente inverídica, pois jamais o governador do Estado afirmou que o sistema penitenciário estava perfeito e isento de problemas, tampouco se “descontrolou”. Frise-se que a reunião encontra-se gravada e terminou com uma festiva foto, com todos os participantes.
2 – O governador do Estado apenas respondeu a uma equivocada afirmação de que o sistema penitenciário “piorou” neste ano de 2015. Ao fazê-lo, resumiu os avanços e anunciou as medidas que serão adotadas para continuar melhorando. Lembramos que, neste ano, houve uma redução de 61% no número de fugas e de 63% no número de mortes, e nenhuma rebelião em Pedrinhas. Os dados são públicos e estão à disposição de todos.
3 – Na verdade, a nota atribuída à Pastoral Carcerária deriva da revelação de que um dos seus membros recebia remuneração indevida de uma empresa terceirizada no sistema penitenciário. O que gera, aí sim, reações prepotentes e descontroladas.
4 –  Sobre a presença da Pastoral Carcerária em Pedrinhas, ela será sempre bem vinda, assim como tem sido bem recebidas todas as instituições que verdadeiramente querem melhorar a execução penal no Brasil. O governo do Maranhão vai continuar corrigindo os erros do sistema penitenciário, nos termos de Acordo assinado com o presidente do Supremo Tribunal Federal e outras autoridades.
Governo do Estado do Maranhão
São Luís, 27 de junho de 2015




Do blog do Raiumundo  Garrone 

Roubos em ônibus têm redução de 46%, aponta Sindicato das Empresas de Transportes


 Policiais militares durante fiscalização da Operação Catraca
O mês de junho de 2015 registrou queda de 46% nas ocorrências de roubos a coletivos, em relação ao mesmo período no ano passado. O Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, colocou em ação a Operação Catraca, que consiste em rondas nos coletivos para evitar assaltos a ônibus e garantir tranquilidade e segurança aos usuários do transporte público na Região Metropolitana de São Luís.

Segundo o balanço feito pelo Sindicato das Empresas de Transportes de São Luís, entre os dias 1º e 25 de junho de 2015 houve queda de 46% nos roubos a coletivos em relação ao mesmo período do ano passado e queda de 78% em relação ao mês de junho de 2013. O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, afirma que a Operação Catraca continuará com ações preventivas para evitar assaltos e roubos nos ônibus que rodam em São Luís. 

Através de blitz, revistas, busca de armas e drogas a Polícia Militar tem desenvolvido um trabalho que visa combater a violência nos coletivos.  A operação responsável pela segurança nos coletivos é chamada de Operação Catraca e faz parte de uma série de ações integradas da Segurança Pública para combater os principais tipos de crime na Região Metropolitana.

Dados da capital revelam que o último trimestre observou uma grande diminuição no número de roubos em coletivos no total. O levantamento do Sindicato mostra que em relação a abril deste ano, o mês de junho registrou uma queda de 67 ocorrências (abril) para 14 (em junho), o que corresponde a redução de 79% na quantidade de crimes nos coletivos. O governador Flávio Dino assegura que ações de prevenção e combate à criminalidade continuarão a promover cada vez mais segurança a toda à população.

Número de homicídios também é menor

O número de homicídios registrados no mês de maio também é menor, se comparado com as ocorrências no mesmo mês do ano passado, além de aumento da quantidade de armas apreendidas em todo o estado, se comparamos os dados com o mesmo período do ano passado. A variação é de 13% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2014, foram registrados 71 homicídios dolosos na capital enquanto em 2015, esse número caiu para 62.

Entre janeiro e maio de 2015, foram apreendidas 554 armas durante as prisões e operações realizadas pela Polícia Militar. Esse dado revela a saída das ruas de armamento ilegal e potencialmente perigoso.

Mesmo com boicote dos vereadores aliados da prefeita Irlahi, Câmara de Rosário aprova Plano Municipal de Educação

A Câmara de Rosário aprovou, por unanimidade, o PME (Plano Municipal de Educação) na última terça-feira (23). Apesar da aprovação, a oposição acusou publicamente a base do governo de “fazer corpo mole” e tentar “boicotar” a sessão visando a adiar a apreciação da matéria.
Apreciada durante sessão extraordinária, o plano traz metas e estratégias que devem nortear a educação municipal na próxima década. Antes de entrar em votação, colóquios sobre o tema foram realizados com a participação de professores, representantes de instituições do poder público e da sociedade civil organizada, gestores escolares e representantes de famílias de estudantes.
Como o projeto tem até o dia 24 para ser votado, o presidente da Câmara, vereador Agenor Brandão (PV), conseguiu convencer seis parlamentares para buscar um consenso e garantir que a proposta fosse apreciada em regime de urgência. A medida garantiu a aprovação da matéria.
— A aprovação do plano foi importante para a cidade de Rosário. Mesmo com as adversidades, conseguimos aprovar a matéria. Estamos felizes, porque quem ganha é a sociedade, pois com a aprovação deste plano, haverá um acréscimo de convênios e aumento da receita da Secretaria Municipal de Educação — declarou Brandão.
O líder da oposição na Casa, vereador Francimar Rodrigues, o Preto (PP) acusou publicamente o vereador Pedro Necó (PSB) — líder do governo — de “fazer corpo mole” e de “boicotar” a sessão visando a adiar a apreciação da matéria.
— Necó realizou manobra para que a sessão não acontecesse e o plano não tivesse sido aprovado. Ele teria ligado para vários vereadores, a fim de não dá quórum suficiente para a realização da sessão. Era um boicote não à oposição, mas aos professores que seriam os maiores beneficiados com a aprovação da proposta que teria prazos e metas — revelou o parlamentar do PP.
A aprovação do plano, em regime de urgência na Câmara Municipal de Rosário, contou com a presença dos vereadores Agenor Brandão (PV), Magno Nazar (PRP), Ademar do Sindicato (PRP), Preto do Raça (PP), Kiko (PP), Carlos do Remédio (SD) e Jorge do Bingo (PTdoB). Todos votaram a favor da proposta.
Ausentaram-se da sessão os vereadores Pedrosa Necó (PSB), Josias Santos (PMDB) e Nazareno Barros (PTdoB).
Três vereadores — Léo Cavalcante (PTB), Jardson Rocha (PP) e Sandro Marinho (PSD) — não compareceram à sessão porque foram representar o município de Rosário no projeto “Rota das emoções”, no estado do Ceará.

Do blog do Isaias Rocha

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Governador Flávio Dino convoca mais 2.294 candidatos aprovados na primeira fase do concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Maranhão

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Gestão e Previdência (Segep), convocou nesta quinta-feira (25) mais 2.294 candidatos aprovados na primeira fase do concurso público para soldado da Polícia Militar e soldado bombeiro Militar. Os convocados agora farão o teste de aptidão física (TAF).

Do total de convocados, 1.884 são candidatos àsoldado da Polícia Militar e 410 a soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão. Após o TAF, para garantir a aprovação final, eles ainda passarão por teste psicotécnico, exames médico e odontológico, investigação social e curso de formação.

432 já estão no curso de formação

A convocação dos candidatos à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros faz parte da política fortalecimento e ampliação do Sistema de Segurança Pública do Governo do Maranhão. Por determinação do governador Flávio Dino, logo no início deste ano, mil candidatos do mesmo concurso foram convocados. Destes, 432 já estão na fase do curso de formação.

“Estamos cumprindo aquele compromisso assumido no dia 1º de janeiro. Vamos ampliar cada vez mais a presença da polícia na vida da população, visando garantir a paz e o respeito às leis”, afirmou o governador Flávio Dino sobre a convocação.

Edital de convocação

Para conferir o edital de convocação, a respectiva relação de convocados e o cronograma de execução das demais etapas do concurso, os candidatos deverão acessar o site da Fundação Sousândrade www.fsadu.org.br/concursos ewww.sousandrade.org.br/concursos.

O TAF para os novos convocados será realizado em São Luís, no período de 15 a 27 de Julho, no Núcleo de Esportes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Campus do Bacanga.

Veja o link específico para o edital de convocação éLinks do edital de convocação:http://www.fsadu.org.br/concursos/proc/motor.php?modulo=info&cconc=a58149d355f02887dfbe55ebb2b64ba3

Pedrinhas: a diferença começa pela transparência.

Uma diferença gritante foi vista, anteontem, durante a visita da CPI do Sistema Carcerário ao presídio de Pedrinhas, em São Luís, que ficou conhecido em todo o Brasil pelas barbáries ocorridas em 2014.
Quando parlamentares decidiram visitar o presídio, em janeiro de 2014, receberam um ‘não’ da então governadora Roseana Sarney, que tentava, assim, esconder os problemas. Já este ano, a CPI e a imprensa tiveram acesso livre ao presídio e puderam conversar abertamente com os presos.
O resultado, atestado pelo próprio presidente da CPI, Alberto Fraga, foi que houve uma “evolução muito grande do que vimos ano passado e o que estamos vendo agora”. Além de ver um presídio com menos internos e mais organizado que um ano atrás, os parlamentares da CPI destacaram o êxito na classificação dos internos por facção à qual pertencem e que hoje eles são responsáveis por parte do trabalho interno.
Sem postura arrogante e nebulosa de barrar parlamentares e imprensa em visita a Pedrinhas, o governo Flávio Dino mostra que realmente está aberto a sugestões, críticas e transparência. (Coluna Informe JP)

Deputado federal, João Castelo "elogia o governador Flávio Dino" e anuncia sua candidatura para prefeito de São Luís

Deputado Federal João Castelo entra na disputar do pleito de 2016
O deputado federal PSDB, João Castelo anunciou sua candidatura para prefeito de São Luís, e anunciou que vem forte para disputa “Desde o dia 1º de janeiro de 2013 que nossa capital não vê um prego colocado pelo atual gestor.Tudo que ele inaugurou ou continuou fui eu quem fiz”, disse Castelo em uma crítica direta ao prefeito Edvaldo Holanda Júnior.

O deputado Castelo elogiou o governador Flávio Dino dizendo que governador está trabalhando realizando uma grande administração.


“Nossa cidade está olhando asfalto agora porque quem está colocando é o Flávio Dino”, completou o ex-prefeito.
Castelo falou bastante de suas benfeitorias em São Luís e disse que o povo vai poder analisar melhor quando chegar a hora de votar, em 2016.

Agora é aguarda as eleições de 2016 porque Castelo tem voto e vai mais mostra muita força no debate.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Governador Flávio Dino recebe propostas de prefeitos para desenvolvimento do leste maranhense

Governador Flávio Dino recebe prefeitos do Conleste no Palácio dos Leões.
Dando continuidade à agenda de diálogos do Governo com os municípios, o governador Flávio Dino recebeu, na tarde desta terça-feira (23), no Palácio dos Leões, os prefeitos que fazem parte do Consórcio Público Intermunicipal das Mesorregiões Norte e Leste Maranhense – Conleste. O encontro foi marcado pelo apoio do Estado no fortalecimento dos municípios e do desenvolvimento regional, bem como ações de cooperação entre os governos estadual e municipais.

Na ocasião, o Conleste entregou ao governador Flávio Dino um acordo de cooperação e desenvolvimento que ratifica o “sentimento de profunda confiança e solidariedade institucional com os projetos e propostas emanados do novo governador e do novo Governo do Maranhão”. O pacto prevê a participação do Consórcio na concepção de políticas públicas, no diálogo permanente e na colaboração com ações do Estado.


Para Flávio Dino, o encontro foi uma oportunidade importante para a comprovação do compromisso com o desenvolvimento regional e para transmitir aos prefeitos as diretrizes e orientações pelas quais será possível a celebração de parcerias com o Governo do Estado. “É fundamental ouvir as reivindicações legítimas dos gestores municipais, sobretudo relativas à retomada e início de obras e serviços públicos que as comunidades precisam”, destacou.

O presidente do Conleste e prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, destacou que a reunião gerará confiança, esperança e uma maior interação entre o Governo Estadual com os municípios. Para ele, somente com a consolidação municipal, o Estado terá resultados concretos nas ações que visam o desenvolvimento das políticas públicas. “Unindo prefeitos e o Governo a gente vai avançar muito. Era preciso que começasse essa cultura da descentralização. Municípios unidos ajudam o Estado a encontrar soluções e caminhos”, disse o prefeito.

Os gestores municipais se colocaram a disposição para contribuir e elogiaram a postura do Governo do Estado em receber e ouvir as reivindicações e garantir apoio para as principais solicitações. “O Governo sabe das nossas necessidades. Os municípios enfrentam grandes dificuldades nesse momento e o encontro foi muito importante levando em consideração que o governador demonstrou extrema simpatia em trabalhar em parceria com os municípios através do Consórcio”, explicou Rocha Filho, prefeito de Água Doce do Maranhão.

O Conleste é formado por 41 municípios, dos quais participaram do evento, além dos prefeitos de Barreirinhas e Água Doce, os representantes de Afonso Cunha, Axixá, Bacabeira, Belágua, Brejo, Buriti, Cachoeira Grande, Coelho Neto, Duque Bacelar, Humberto de Campos, Icatu, Magalhães de Almeida, Mata Roma, Morros, Paço do Lumiar, Paulino Neves, Presidente Juscelino, Presidente Vargas, Primeira Cruz, Rosário, Santa Rita, Santo Amaro, São Luís, Urbano Santos e Vargem Grande.

Joãozinho Freitas assina a ordem de serviço de construção da feira da Vicente Fialho...

Vereador Joãozinho Freitas assinando a ordem de serviço de construção da feira da Vicente Fialho Fialho.  Foi realizado com muita festa...