quarta-feira, 7 de maio de 2014

CONFIRMADO: CASTELO SERÁ CANDIDATO AO SENADO

Mais uma movimentação política deverá sacudir o cenário pré-eleitoral no Maranhão.

O ex-prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB) será candidato ao Senado Federal no dia 05 de outubro. E quem irá fazer o anúncio oficial será o presidente nacional da legenda, o pré-candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB/MG), que virá à capital maranhense na próxima sexta-feira (09).

A decisão de Castelo em disputar a vaga que será aberta com a saída do senador Epitácio Cafeteira (PTB), de 90 anos, foi deliberada baseada em pesquisas de consumo interno que apontam o ex-prefeito tucano à frente do pré-candidato dinista ao Senado, Roberto Rocha (PSB), em todos os cenários possíveis.

A pré-candidatura castelista será lançada oficialmente no próximo dia 09, no Hotel Luzeiros, em São Luís, com a presença de Aécio Neves. O presidenciável desembarca na capital para confirmar Castelo ao Senado e tentar convencer Flávio Dino (PCdoB) a apoiar o projeto tucano e desistir da candidatura de Roberto Rocha.

Segundo apurou o Blog do Hugo Freitas junto a dirigentes do tucanato maranhense, a definição pela candidatura de Castelo ao Senado foi acertada nesta segunda-feira (5), em reunião realizada em Brasília entre Castelo e Aécio.

Aécio foi convencido pelos tucanos maranhenses de que a eleição de senador é mais importante do que a de vice-governador, tendo o mesmo peso que a de um governador, pois aumenta a bancada do partido no Congresso, aumenta o fundo partidário e o tempo de TV do PSDB.

De acordo com os líderes tucanos, uma nova pesquisa pré-eleitoral deverá ser divulgada nos próximos dias confirmando as pesquisas internas encomendadas pelo partido, que apontam a liderança de Castelo na corrida pelo Senado.

Foram as pesquisas internas que fizeram com que o nome do deputado federal Carlos Brandão fosse perdendo força na legenda, assim como o interesse do PSDB pela indicação de vice na chapa de Flávio, que deverá ficar mesmo com o PDT.

Mas há um outro imbróglio à vista. Se Dino decidir abandonar de vez a candidatura de Roberto Rocha ao Senado, acertada há tempos, é provável que o socialista se lance como candidato ao Governo do Estado contra o próprio comunista, possibilidade já cogitada por Rocha em vários veículos de comunicação.

Se isto se tornar um fato consumado, o tabuleiro político modificar-se-á novamente e com sérios prejuízos para o projeto dinista de comandar o Palácio dos Leões.

É aguardar e conferir!

Por Hugo Freitas

Nenhum comentário:

Jovem de Rosário morre ao ser atropelada por caminhonete em São Luís; o motorista atropelador fugiu

Uma jovem identificada como Rosany Alves, residente na cidade de Rosário, morreu, na madrugada deste domingo (27), em São Luís, vítima de at...