quinta-feira, 21 de junho de 2012

Caso Décio: matador citou deputado Cutrim

Jhonatan de Sousa Silva, de 24 anos, acusado pelo assassinato do jornalista Décio Sá, citou o deputado Raimundo Cutrim (DEM) em seu primeiro depoimento à polícia, no último dia 9. O blog do jornalista Itevaldo Júnior publicou o depoimento na íntegra (veja abaixo). Diferentemente do que consta na representação que vazou esta semana, em que é mencionado apenas “o Cutrim”, fica claro na íntegra do depoimento de 7 horas prestado à polícia pelo acusado que se trata mesmo do parlamentar, que hoje (21) negou qualquer participação no crime.

Jhonatan Silva depôs na polícia por sete horas

Cutrim pôs à disposição da polícia e do Ministério Público seu sigilo telefônico e bancário. Além disso, pediu que a apuração seja mais aprofundada para que os fatos demonstrem que não há envolvimento dele no caso.

O deputado não negou que tenha relacionamento com o empresário José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, 38 anos, acusado de agenciar o matador de Décio Sá, mas que é apenas no campo profissional. “Ele alugou uma máquinas para serviços de um açude em um sítio de minha propriedade, assim como comprei areia dele”, afirmou Cutrim.

“Quero que a polícia investigue e esclareça tudo. A verdade reinará”, completou Cutrim.

Deputado Raimundo Cutrim negou participação no assassinato de Décio Sá
O assassino confesso Jhonatan Silva iniciou seu depoimento, no dia 9, às 15h47 e encerrou às 22h47. São seis páginas de testemunho. Na página 3, o matador fala pela primeira vez no nome de Raimundo Cutrim: “o serviço tinha partido do RAIMUNDO CUTRIM; QUE perguntado que RAIMUNDO CUTRIM é esse, e se é o deputado, assim se manifestou”.

Jhonathan Silva cita outras vezes Raimundo Cutrim em seu testemunho. Na página 5 afirma que: “TEM O GLÁUCIO E ESSE CUTRIM, SENDO QUE ESSE CUTRIM É CITADO PELO JUNIOR BOLINHA COMO SENDO O PRINCIPAL MANDANTE NA MORTE DO DÉCIO”.
Veja abaixo a íntegra do depoimento de Jhonatan Silva.






Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Em Rosário, Roubo das 530 doses de H1N1 da geladeira do Hospital SESP completa dois meses sem solução.

No município de Rosário o roubo  das 530 doses da vacina  influenza H1N1 da geladeira do sistema de frios do Hospital SESP durante a ca...