sexta-feira, 29 de abril de 2016

Lixo se acumula nos arredores de tubulação de esgoto no Vinhais em São Luís


Lixo se acumula na base da tubulação e moradores da região reclamam de sujeira e mosquitos constantes
Moradores da Estrada Velha do Vinhais – localidade situada atrás do Shopping da Ilha, na Avenida Daniel de La Touche, em São Luís - denunciam o acúmulo de lixo ao lado de uma das tubulações instaladas durante a construção de estação de tratamento de esgoto, na comunidade. De acordo com as pessoas que residem no local, a situação se agravou com o registro de chuvas na capital maranhense, que elevam a densidade de um riacho, conhecido popularmente por Pardo e responsável pelo transporte da sujeira até a tubulação.

Além da concentração de resíduos sólidos de forma espontânea, o lixo, cuja origem não foi informada pelos moradores, provoca odor desagradável e possibilidade de desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti, responsável pela dengue, zika e febre chikungunya. Entre os componentes do lixo, cuja existência foi comprovada na tarde de ontem por denuncias de moradores, estão garrafas plásticas, restos de comida e até mesmo animais mortos.

De acordo com a dona de casa Sandra Regina da Silva, que reside na comunidade, pessoas já ficaram doentes por causa da sujeira. “Outro dia mesmo estava toda me coçando. Acho que era por causa de algum mosquito que veio deste lixo”, disse. Ela contou ainda que, até o momento, nenhum representante do poder público esteve no trecho para efetuar o recolhimento do lixo. “Até agora, não veio ninguém. A gente quer ao menos um trator para recolher isso aqui”, disse.

O aposentado José Domingos, de 68 anos, que reside na localidade há mais de vinte anos, disse que o riacho sofreu danos ambientais com a presença do lixo. “Só que, se não tivesse a sujeira, seria melhor para a gente morar aqui. Esse lixo incomoda demais, e a gente sofre muito com ele”, informou.

Caso a sujeira não seja recolhida nos próximos dias, os moradores prometeram interditar um dos sentidos da Avenida Daniel de La Touche. “É a única forma de a gente ter as nossas reivindicações atendidas. Não se pode admitir que um povo viva ao lado de uma sujeira como essa”, disse José Domingos.

Em nota, a Semosp informou que será encaminhada uma equipe ao local para verificar a situação. No entanto, a pasta não informou quando isso ocorrerá.

Nenhum comentário:

Vereadora Kellyane denuncia descaso na Escola Chapeuzinho Vermelho em Bacabeira

A Vereadora Kellyane, esteve nesta tarde desta quarta-feira 21, fiscalizando a Escola Chapeuzinho Vermelho na Sede do Município de Bacabe...