quinta-feira, 2 de maio de 2013

Transportando óleo, trem descarrilha no Campo de Perizes, na BR 135

Incidente ocorreu na tarde de ontem, mas não houve vítimas; 26 vagões estavam com diesel para a cidade de Teresina.

No início da tarde de ontem, um trem da Transnordestina Logística descarrilhou no Campo de Perizes, na BR-135. Por volta das 13h30, quatro vagões saíram dos trilhos da linha férrea, mas não tombaram. Ninguém ficou ferido durante o descarrilhamento. Logo após o incidente, operários da empresa começaram a trabalhar no local e a expectativa era de que o problema estivesse resolvido ainda na noite de ontem e a viagem retomada por volta das 23h.

O trem da Transnordestina Logística é composto por 26 vagões-tanque que transportavam óleo diesel para a cidade de Teresina (PI). Cada vagão tem capacidade para cerca de 45 mil litros de combustível. Todos os vagões estavam cheios no momento do descarrilhamento, mas não houve vazamento de combustível para a rodovia. Ainda não se sabe o que provocou o descarrilhamento, mas uma perícia será realizada para apurar se houve falha humana, mecânica ou algum problema nos trilhos.

Vagões - A composição da Transnordestina trafegava pela linha férrea que passa pelo Campo de Perizes, próximo ao KM 27 da BR-135, quando quatro dos 26 vagões que compõem o trem descarrilharam. O maquinista conseguiu controlar a situação e parar a tempo de evitar um tombamento e provocar um acidente mais grave. Como os vagões não tombaram para a rodovia, não foi necessário intervir no trânsito do local, que fluía normalmente durante toda a tarde de ontem. De acordo com funcionários da Transnordestina Logística, o trem seguia a 11 km/h, velocidade máxima permitida na área por causa das obras de duplicação da BR-135.

Já por volta das 14h, operários começaram a trabalhar no local para encarrilhar os vagões. A previsão é de que o trabalho fosse concluído até o início da noite de ontem. Além de encarrilar os vagões, os operários precisaram trabalhar na linha férrea para consertar os danos causados pelo descarrilhamento dos vagões para que o trem pudesse seguir viagem. A previsão é de que todo o serviço seja concluído até as 23h, quando a composição seguirá para seu destino.

Mais

Na terça-feira, dia 30, um trem da Vale descarrilhou na cidade de Santa Inês, a 250 quilômetros de São Luís. Em nota, a mineradora informou que, às 21h45 do dia 30, 21 vagões de uma composição da Estrada de Ferro Carajás tombaram durante uma manobra de desvio no KM 179 da ferrovia, próximo ao município de Santa Inês. Os vagões que tombaram estavam vazios e seguiam em direção a Carajás, no Pará. De acordo com a nota, a remoção dos vagões sobre a linha do trem foi realizada pelas equipes de operação ferroviária e as causas do tombamento serão investigadas pela empresa.


Por O Estado do Maranhão

Nenhum comentário:

Rosário: JCA é multada em quase 1 milhão por alteração do curso natural do riacho Precaú

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, do município de Rosário, multou nesta segunda-feira, 15, a empresa JCA Empreendimento LTDA por alte...