sexta-feira, 26 de junho de 2020

Suposta ampliação de UPR ao lado de escola em Rosário, gera polêmica.


Uma suposta ampliação da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) em Rosário que fica localizada no centro ao lado da Unidade Escolar de Ensino infantil  Sítio do Picapau Amarelo vem trazendo uma grande polêmica no município. 

A UPR que tem cerca de 80 presos e já teve fugas, motim e vem tirando o sono de moradores,  pais de alunos e professores com a suposta ampliação para receber mais detentos.Os poderes legislativo e executivo do município nunca procuraram  os meio legais da justiça para retirá o presídio ao lado da escola e sempre ficaram em silêncio há anos vendo  uma "Unidade Prisional" em área de perímetro  urbano que é proibido como destaca Lei de Nº 3.506 do ART. 1° que fica proibido a construção de penitenciárias federal, presídios ou similares dentro de perímetro urbanos , a sua construção desse estabelecimento carcerário fica condicionada à prévia consulta popular da área urbana como consta ART. 2,  que tudo indica não aconteceu. 

O blog entrou em contato com a Secretaria de Estado e Administração Penitenciaria e a Ascom  sobre a suposta ampliação da  UPR de Rosário, dizem até o momento desconhecer  tal suposta ampliação da unidade.

Os professores da escola Sítio do Picapau Amarelo, pais de alunos e a população não aceitam a Unidade Prisional ao lado da escola e  prometem lutar pela saída do presidio do local que já era para ter saído a tempos
    

Nenhum comentário:

Moradores denunciam descaso da Travessa Bom Jesus na Malvinas.

Os moradores da Travessa Bom Jesus no Bairro da Malvinas em Rosário, estão vivendo um drama de anos de descaso que a comunidade vive que ...