quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

PM deve dar segurança aos que não aderirem a greve dos rodoviários em São Luís

 


A desembargadora Solange de Castro, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) no Maranhão, deferiu, na noite desta quarta-feira, 16, mais liminar protocolada pelo SET contra o Sindicato dos Rodoviários.

Desta vez, ela autorizou a PM a agir para garantir a segurança dos rodoviários que não queiram aderir ao movimento grevista a partir de amanhã, 17 – e para garantir a integridade de bens públicos ou privados.

A decisão foi tomada após verificar-se que parte dos grevistas descumpriu liminar anterior que proibia a coação ou o impedimento de que empregados trabalhassem, se assim quisessem.

No mesmo despacho, a magistrada também indeferiu um pedido do Sindicato dos Rodoviários para a designação de uma audiência de conciliação.

Solange de Castro já havia, mais cedo, determinado que os patrões descontem dos salários dos rodoviários os dias não trabalhados em virtude do movimento grevista .

A série de decisões contra os trabalhadores ocorre depois de o secretário de Relações Jurídicas do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Matias Ferreira, declarar, em entrevista à TV Mirante, que a categoria não pretende mesmo cumprir as determinações. “Liminar não faz carro rodar”, declarou.


Por Gilberto Léda

Nenhum comentário:

Em reunião, Prefeitura e Estado definem ações de segurança no sistema de transporte de São Luís

  Por determinação do prefeito Eduardo Braide, as secretarias municipais de Segurança com Cidadania (Semusc) e de Trânsito e Transportes (SM...