sexta-feira, 13 de julho de 2012

Enrolados com agiotas, prefeito Marconi Bimba e mais 2 prefeitos desistem de disputar a reeleição

prefeito de Rosário, Marconi Bimba
Por Gilberto Lédagilbertoleda.com.br/

Pelo menos três prefeitos maranhenses que poderiam concorrer à reeleição este ano não o farão por puro medo de morrer.

Enrolados até o pescoço em “negócios” com agiotas, os prefeitos de Rosário, Marconi Bimba, de Peritoró, Agamenom Lima, e um terceiro ainda não identificado pelo blog desistiram de entrar na disputa.

Não têm condições financeiras de bancar a campanha eleitoral em virtude das dívidas contraídas no pleito de 2008 e temem entrar em novos débitos e morrer por não conseguir pagar.

No caso de Bimba, o blog revelou semana passada um contrato da prefeitura com a empresa de Fábio Brasil – agiota morto em Teresina -, para fornecimento de merenda escolar.

Apesar disso, não era só com Fábio, nem só com os agiotas presos na Operação Detonando que ele teria os débitos que inviabilizaram seu projeto de reeleição.

Existe um terceiro “empresário” comandando agiotagem no interior, a quem os outros dois prefeitos também recorreram recentemente.



Prefeito de Rosário comprou merenda escolar da empresa de Fábio Brasil




O prefeito de Rosário, Marconi Bimba, contratou, em 2011, a empresa do agiota Fábio Brasil – morto a tiros em Teresina no mês de março -, para o fornecimento de merenda escolar ao município.

Dados do Diário Oficial do Estado do dia 8 de agosto do ano passado (veja documento ao lado) confirmam que, em março, a empresa Patricia Gracielle A. Martins – de propriedade da esposa de Brasil, mas tocada por ele -, firmou contrato com a prefeitura administrada por Bimba no valor de R$ 1.299.931,00 pelo período de dez meses.

Tecnicamente, não haveria nada de anormal na transação, já que foi precedida de licitação. O problema é a polícia acredita que a contratação das empresas dos agiotas foi justamente a saída encontrada por prefeitos para pagar dívidas contraídas durante a campanha eleitoral.

Segundo o que está sendo apurado no curso das investigações, nesses casos, o agiota não fornece o objeto do contrato, ou, quando o faz, entrega em quantidade e qualidade inferior.

Para quem não lembra, o motivação para o assassinato de Décio Sá, ainda segundo a Polícia Civil, foi uma postagem sobre o envolvimento de Fábio Brasil com políticos e empresários do Maranhão (reveja aqui e aqui).
No texto, ele dizia que “segundo a imprensa piauiense, Fábio Brasil, que devia vários agiotas no Maranhão, havia prestado depoimento à Polícia Federal uma semana antes de sua morte. Ele teria enregue muita gente envolvida com negócios nebulosos com prefeituras do Maranhão e Piauí”.


Fábio Brasil: morto em março; Décio revelou elo com maranhenses

Afirmava, ainda, que “nos bastidores da Polícia Civil do Piauí especula-se sobre os fatos já descobertos como sendo a “ponta de um iceberg” no que diz respeito à prática de crime organizado”

Nenhum comentário:

Faltando 6 meses para as Eleições 2024, Prefeitura de Bacabeira, divulga Processo Seletivo

No estado do Maranhão, a Prefeitura de Bacabeira, que é administrada por Fernanda Gonçalo, que está lançando em sua sucessão, a advogada Nai...