sexta-feira, 29 de março de 2013

Mulher que teve 70% do corpo queimado morre em Imperatriz


Em Imperatriz, morreu na manhã desta sexta-feira (29) Elielda Miranda de Almeida, a mulher que teve 70% do corpo queimado após uma discussão com o marido, há duas semanas.
Parentes e amigos aguardaram a liberação do corpo muito comovidos. Elielda tinha 33 anos e morreu 13 dias depois de sofrer queimaduras. De acordo com os médicos, 50% das queimaduras foram de terceiro grau.
De acordo com as investigações, a vítima confirmou que foi o marido, Doalcei da Silva Menezes Camargo que jogou álcool e depois ateou fogo na mulher. O crime aconteceu no dia 17 de março e o suspeito está preso na Delegacia Regional de Segurança. Elielda morava com Doalcei Camargo há cerca de um ano.
Elielda Miranda foi internada inicialmente na UTI do hospital municipal e depois encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva de um hospital particular. Durante a internação, ela ainda prestou depoimento sobre o caso para a Polícia Civil e Ministério Público.
Segundo o irmão da vítima, o casal tinha brigas constantes por ciúmes. “O comportamento dela até mudou depois do casamento com ele”, conta Marden Miranda, irmão de Elielda.
Elielda Miranda deixa quatro filhos, sendo três crianças. A família quer rigor nas investigações.

Nenhum comentário:

Faltando 6 meses para as Eleições 2024, Prefeitura de Bacabeira, divulga Processo Seletivo

No estado do Maranhão, a Prefeitura de Bacabeira, que é administrada por Fernanda Gonçalo, que está lançando em sua sucessão, a advogada Nai...