sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Em Rosário: Condenado pela Justiça Federal, ex-prefeito de Rosário recebe gordo salário no gabinete de Irlahi; sinecura ultrapassa R$ 25 mil


Blogueiro Neto Cruz apurou que o ex-prefeito de Rosário, Ivaldo Antonio Cavalcante – que foi condenado por irregularidades em dispensa de licitação e realização indevida de despesas à frente do Executivo Municipal, em 2007 – recebeu da prefeitura de Rosário, supostamente de forma irregular, a bagatela emnsal de mais de R$ 25 mil. O que chama a atenção é o cargo e o local da lotação.

A decisão é da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) que, seguindo voto do desembargador Joaquim Figueiredo, manteve sentença de primeira instância que determinou ao ex-prefeito o cumprimento de pena de cinco anos e 11 dias de detenção, além de 141 dias-multa.

Ivaldo, na condição de gestor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), dispensou e maculou indevidamente licitação em vários procedimentos, efetuando pagamentos sem comprovação, com recursos do mencionado fundo.

Em 2018,  Justiça Federal determinou que Ivaldo tivesse os direitos políticos suspensos por cinco anos e proibido de ter qualquer vínculo com a coisa pública.

Acontece que um ano depois, em 2019 conforme aponta o site do Portal da Transparência de Rosário que mostra quando cada um recebe de salário, Ivaldo recebia, pelo gabinete de Irlahi, um gordo salário de mais de R$ 25 mil, como cirurgião obstetra.

Segundo informantes bem posicionados, Ivaldo nem chegava a bater ponto na prefeitura, mas na Clínica Nossa Senhora do Rosário, de propriedade da prefeita.

Caso seja investigada e apurada a denúncia, Irlahi poderá responder pelo crime de improbidade administrativa, que são atos ilegais ou contrários aos princípios básicos da Administração Pública, cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta.

Com a palavra, o Ministério Público.

Veja:



Nenhum comentário:

Empresa ligada a Câmara paga pesquisa que foi feita na data do " arrastão", apontou Jonas Magno em Rosário

Com sua rejeição nas alturas, o aprendiz de politico Jonas Magno- PDT candidato a prefeito em Rosário divulgou nesta quinta-feira 22 uma pes...