quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Eliziane Gama denuncia desperdício de alimento em Rosário

deputada Eliziane Gama disse que vai pedir informações e apuração do desperdício de alimentos em Rosário
Rosário-MA: A presidente da Comissão de Direitos Humanos e das Minorias, deputada Eliziane Gama (PPS) denunciou na tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira (6) o desperdício de toneladas de alimentos na cidade de Rosário.

De acordo com a parlamentar, as informações que chegaram ao seu gabinete é que os produtos que foram jogados fora estão com a validade vencida. A suspeita é que o alimento seja proveniente de doações aos desabrigados das enchentes há dois anos.

“Na semana que passou, os moradores daquela cidade foram surpreendidos ao encontrar toneladas de alimentos jogados e com a validade vencida. São alimentos que seriam distribuídos no período das enchentes da cidade de Rosário, datados do ano de 2009 e que não foram distribuídos, sabe-se lá por quê”, denunciou.

Na tribuna, Eliziane Gama lembrou que em 2009 o município de Rosário enfrentou grandes enchentes e recebeu auxilio da Defesa Civil e de muitas famílias que arrecadaram colchões e alimentos para a doação dos ribeirinhos.

“A questão da dignidade humana é um dos princípios que qualquer gestor público precisa levar a sério e em consideração nas suas ações diárias e decisões políticas. A população daquele município está revoltada e não aceita uma atitude como essa, porque muitas pessoas carentes poderiam estar se alimentado”, enfatizou.

Eliziane Gama disse que vai pedir informações e apuração do desperdício. “Encaminharei um requerimento à Defesa Civil do Estado do Maranhão, para que possa nos dar informações e também encaminharemos ao Ministério Publico da Cidade de Rosário, para que possa tomar as devidas providências e as pessoas que foram responsáveis por essa ação sejam responsabilizadas”, finalizou.

Nenhum comentário:

Rosário-MPMA obriga a Titara, Governo do Maranhão, Sema e Agem, para adotarem medidas para conter danos ambientais provocados por aterro

Em Ação Civil Pública, ajuizada no dia 17, o Ministério Público do Maranhão requer liminar para obrigar a Central de Gerenciamento Ambiental...