sábado, 26 de setembro de 2015

Governador Flávio Dino é desmentido após tentar se apropriar de pelo menos duas ações na Saúde

Flávio Dino com Edivaldo Holanda Jr inaugurando maternidade que já havia sido entregue deste 2014 pela ex governadora Roseana Sarney e Ricardo Murad
O governador Flávio Dino (PCdoB) foi confrontado duas vezes nesta semana, por haver divergência entre ações divulgadas pela Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) e ex-gestores públicos ou administradores de hospitais de referência que não pertencem à rede estadual.
No primeiro caso, Dino anunciou, por meio de seu perfil, em rede social, a inauguração da reforma da Maternidade Nossa Senhora da Penha, situada no bairro Anjo da Guarda. O evento estava marcado para ontem.
Acontece que a inauguração da reforma da unidade de saúde já havia sido realizada no dia 23 de dezembro do ano passado, na gestão do ex-presidente da Assembleia Legislativa e ex-governador do estado, Arnaldo Melo (PMDB). A reforma, contudo, foi autorizada e concluída no governo Roseana Sarney (PMDB) e fez parte do pacote de investimentos do Programa Saúde é Vida.
Foi o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PMDB), quem desmentiu Flávio Dino. Em seu perfil no facebook, Murad revelou que a gestão passada resolveu primeiro integrar a maternidade na rede estadual, em virtude da ausência de investimentos por parte do município de São Luís e assegurou que a obra foi de fato concluída, e inaugurada em 2014.
“Ele pinta a fachada, muda o nome, dá a entender que ele fez a obra, e convida para a inauguração. Arnaldo Melo e José Marcio Leite inauguraram a maternidade em dezembro. Ela foi fechada em janeiro por ordem de Flávio Dino. Só espero que ele agora mantenha o padrão de qualidade que eu instituí nos hospitais e nas UPAs do Programa Saúde é Vida”, disse.
Transplante – O segundo caso diz respeito ao transplante de rins realizados no estado.
A Secom divulgou release com o seguinte título: “Em sete meses, Maranhão ultrapassa a quantidade de transplantes de rins realizados em 2014”. No texto, o Governo do Estado afirma que os procedimentos foram realizados pela Secretaria de Estado da Saúde.
Os transplantes de rins, no entanto, são realizados exclusivamente pelo Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA), Unidade Materno Infantil.
Não há nenhuma ajuda ou contrapartida do Governo do Maranhão para a realização deste tipo de procedimento, segundo assegurou a assessoria de comunicação do HUUFMA.
A ascom do hospital informou a O Estado que o único vínculo do Governo com o Hospital Universitário, diz respeito à titularidade da Central de Transplantes. Isso porque todas as centrais, regulamentadas pelo Ministério da Saúde, são vinculadas às secretarias estaduais de Saúde. No Maranhão, contudo, apesar de ser a responsável pela Central, a SES não possui participação alguma no procedimento.
As explicações foram dadas pela assessoria de comunicação do HUUFMA, às 10 horas, por telefone. 

Nenhum comentário:

Vídeo: Gestão Calvet Filho, obra de Reforma do Hospital Municipal a todo vapor em Rosário

  As obras do Hospital Municipal de Rosário, estão a todo vapor. A unidade está recebendo uma reforma geral, além disso, após conclusão da o...