quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

‘Aluísio Mendes está no cargo porque chantageia por serviços prestados’

Secretário é acusado de fazer chantagem para permanecer no cargo
O jornalista e blogueiro Marcos D´Éça, da equipe de Política do jornal O Estado do Maranhão, disse que o secretário de estado da Segurança, Aluísio Mendes, continua no cargo “porque chantageia por serviços prestados”. Referindo-se à morte do colega Décio Sá, Marcos D´Éça disse que “inventaram uma elucidação para dar uma satisfação à população”.
As graves revelações vieram à tona após um comentário do leitor Mário Meireles Júnior diante de uma postagem que Marcos D´Éça fez em seu blog, segunda-feira, 06, afirmando que Aluísio é “intocável no sistema de Segurança do Maranhão. “Aconteça o que acontecer, ele permanecerá onde está, fazendo o que sempre fez, como se estivesse acima do bem e do mal. Pelo menos é o que se percebe diante de tanto caos sob sua responsabilidade”.
No post, o jornalista afirma que “Aluísio Mendes perdeu as condições de gerenciar o sistema de Segurança Pública desde o assassinato de Décio Sá, quando demonstrou direcionamento das investigações. De lá para cá, os fatos se sucedem na Segurança Pública e no Sistema Penitenciário, como que desafiando o governo. Ninguém gosta de Aluísio Mendes no sistema de Segurança. Nem na Polícia Militar, nem na Polícia Civil, muito menos os agentes penitenciários.
Ele é um pária a comandar o sistema, mesmo contra a vontade do sistema. Mas vai continuar por que se tornou intocável”.
Comentário e reação – O post repercutiu imediatamente, levando o leitor Mário Meireles a comentar: “Ele não sai porque é competente e já demonstrou isso ao longo dos últimos anos. Elucidou, junto com os bons policiais, todos os crimes de grande repercussão no Estado. Realmente a escória da PM e PC não o tolera, e, pelo visto, ele não faz questão nenhuma em tê-los ao seu lado”.
Em resposta a Meireles, Marcos D´Éça foi taxativo em afirmar que não achava que a Secretaria de Segurança havia elucidado o assassinato do jornalista Décio Sá. “Eu acho que inventaram uma elucidação para dar satisfação à população. E tenho dito isso desde sempre. E acho que ele só está no posto por que chantageia por serviços prestados. E não é apenas a PM e a PC (Polícia Civil) que o detestam. Na sua própria corporação, a PF, ele é persona non grata, considerado alcaguete. Esta é a verdade, meu caro”, afirmou o blogueiro e jornalista de O Estado do Maranhão, jornal pertencente à família Sarney.
Do Jornal Pequeno

Nenhum comentário:

Grupo de Wennder Rocha vai com Eduardo Braide 19

Wennder Rocha mostra força vai de Braide 19 com seu grupo O irmão do Senador Weverton Rocha , o candidato a vereador Wennder Rocha (PDT ) vê...