terça-feira, 19 de maio de 2020

Câmara de Rosário engaveta Anteprojeto que beneficia os "Profissionais da Educação" durante a pandemia.

Os vereadores e a prefeita Irlahi Moraes  estão maltratando os profissionais da educação da rede municipal de Rosário, durante essa pandemia que agrava todo o país.

Durante sessão remota realizada nesta segunda-feira  (18), os edis engavetaram o Anteprojeto de autoria do vereador Necó,  que daria o direito para  aos profissionais  da rede pública municipal a receberem as gratificações durante a pandemia que seria  um ato  justo para com profissionais da educação que não são valorizados  pela prefeita de Rosário.

Vários professores entraram em contato com blog para declarar que os professores tinham acertado com Sindicato e a prefeita Irlahi para receber as horas aulas durante a pandemia, porque os professores não tem culpa das escolas estejam fechadas  por conta da pandemia que já teve óbitos no município de Rosário. Mas tanto os Sindicado do Servidores Públicos municipal de Rosário, Bacabeira e Presidente Juscelino (SISMURB),    quanto a prefeita Irlahi não cumpriram o acordo e os secretário de Educação Joaquim calado ficou como sempre.

" Estamos recebendo o salário sem horas de aulas como a gente tivesse culpa de ficar em casa durante essa pandemia" declarou os  professores que não quiseram  se identificar.

Os professores declararam ao blog que estão sem receber as horas aulas,  o retroativo de salário  que era para sair com aumento desde o mês de Janeiro, o direito que é o quinquênio para os profissionais que mudam de categoria a cada cinco anos onde para receber tem que abrir um requerimento no Sindicato caso não abra os profissionais não recebem. E também falta o pagamento cumprimento da gratificação para gestores da educação que a prefeita Irlahi não cumpriu.

"Tudo são acordos firmados verbalmente cujo a prefeita Irlahi não vem cumprindo juntos com o sindicato que permanece em silêncio sem defender os profissionais da Educação" destacou um professor que não quis se identificar.

O Anteprojeto iria beneficiar durante a pandemia coordenadores, diretores, orientadores, supervisores, professores de Educação Especial, auxiliar de educação, auxiliar de escola, auxilar de sala, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais e monitores de transporte.  


Nenhum comentário:

MPE continua em silêncio sobre os crimes eleitoras praticados por Jonas Magno em Rosário

  O Ministério Público Eleitoral continua em silêncio sobre os crimes eleitorais praticados pelo o pré-candidato a prefeito de Rosário Jonas...