quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Em Pinheiro, Médico se nega a atender recém-nascido e criança morre

A Polícia Militar atendeu a uma ocorrência de omissão de socorro, que terminou em morte de um bebê recém-nascido, por parte de um médico, na cidade de Pinheiro, interior do Maranhão. O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (1º), por volta das 3h, no Materno Infantil, localizado na cidade da Baixada Maranhense.
Os PMs receberam informações de que teria uma ambulância vinda de são Bento, com um recém-nascido em estado grave, parada na porta da unidade de saúde, e que estariam se negando a atendê-la.
Ao chegarem no local foi confirmada a veracidade dos fatos e solicitada a presença do médico plantonista, identificado como Paulo Roberto Penha Costa.
A guarnição foi informada, através de uma enfermeira, o médico não poderia receber a criança, pois ela era de São Bento, e o Materno Infantil não receberia pacientes desse município.
informações contida no relatório da PM ressaltou que o médico não saiu do seu quarto de repouso para atender a criança, e muito menos para falar com os policiais que solicitaram a presença dele.
Diante dos fatos, os PMs foram até o quarto do médico para explicar a gravidade dos fatos e mesmo assim ele continuou dizendo que não atenderia a criança.
Os policiais pediram para que o médico fosse até o Distrito Policial, para prestar esclarecimentos, mas ele recusou de imediato, sendo levado à delegacia. Minutos depois a criança veio a óbito dentro da ambulância.

Nenhum comentário:

Deputado Wellington contesta informação a respeito de viatura

Na manhã desta quarta-feira (22), o deputado Wellington do Curso (PSDB) contestou documento oficial enviado pelo Governo do Estado à Asse...