quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

" Apenas cumpria ordens " diz ex- chefe de gabinete da Cultura exonerada pelo prefeito de São Luís


Aulinda Mesquita Lima Ericeira, que foi exonerada do cargo de chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Cultura de São Luís pelo prefeito Eduardo Braide, informou em entrevista a uma Tv local que “apenas cumpria ordens”. Ela foi demitida em meio a denúncias sobre a contratação da escola “Juju e Cacaia Tu és uma bênção”, localizada na Cidade Olímpica, pelo valor de R$ 6,9 milhões, para a execução do projeto “Carnaval de São Luís 2024″ Relembre.

Aulinda afirmou que o prefeito Eduardo Braide e o secretário Marco Duailibe (que também foi exonerado nessa terça-feira, 30), sabiam da contratação do Instituto de Educação Juju e Cacaia “Tu és uma bênção” para a confecção e execução do Pré-Carnaval e do Carnaval da capital deste ano Relembre.

“Eu era chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Cultura, e como chefe de gabinete em só cumpro ordens. E acredito que cumpri as ordens muito bem. Pelo menos eu sempre prezei para que isso acontecesse”, afirmou Aulinda durante a entrevista.

“É possível se afirmar que uma chefe de gabinete e um analista jurídico podem decidir sobre um real? Quanto mais sobre seis milhões e 900 mil reais. É possível?”, completou a ex-chefe de gabinete da Secretaria de Cultura de São Luís.

Até o momento o prefeito Braide permanece em silêncio no olho do furacão, após entrevista da ex- chefe de gabinete exonerada por Braide.



Nenhum comentário:

Faltando 6 meses para as Eleições 2024, Prefeitura de Bacabeira, divulga Processo Seletivo

No estado do Maranhão, a Prefeitura de Bacabeira, que é administrada por Fernanda Gonçalo, que está lançando em sua sucessão, a advogada Nai...