domingo, 5 de abril de 2015

Por que o grupo Sarney – Murad é contra a licitação na Saúde?

Grupo Sarney esbraveja contra a legalidade, a moralidade e a transparência na Saúde
O processo de transparência e abertura de licitação que esta acontecendo na Saúde tem causado verdadeiro furor nas famílias Sarney – Murad. Donas, sócias ou com ligações com empresas que faturaram milhões dos cofres públicos ao longo das ultimas décadas, sobretudo com a Saúde Pública, ver um novo governo abrir licitação para contratação de serviços, como manda a lei, é péssimo negócio pros antigos privilegiados.
Esta semana, o Maranhão teve a grata notícia de saber que a abertura da licitação para prestação de serviços na Saúde resultou no interesse de pelo menos 14 empresas diferentes, por um preço muito menor, para prestar os mesmos serviços com a mesma qualidade. O que isto quer dizer? Quer dizer que o maranhense não mais pagará 11 reais por um copo de leite servido nos hospitais até 2014. Claro indício de que na gestão da Saúde havia muita coisa errada…
A quem interessa impedir a realização de licitações, segundo regras transparentes e critérios técnicos de qualidade? Àqueles que hoje esperneiam com a simples menção dessas palavras, que por muitos anos foram esquecidas e, em seu lugar, existiam o apadrinhamento e o lucro pessoal dos governantes.
Essas mudanças que acontecem para o bem da população, para a melhoria dos serviços públicos, e que dão transparência aos atos do governo são vistas com maus olhos pelo grupo Sarney – Murad porque corta-lhes a fonte de grandes lucros tomados às custas do povo do Maranhão. Sem nenhuma regra, nenhuma publicidade e nenhuma impessoalidade, as empresas contratadas sucessivamente pelos governos Roseana Sarney nunca prestaram contas de seus gastos, suas planilhas enquanto receberam dos cofres públicos centenas de milhões de reais.
Agora, é a hora do Maranhão saber em que o seu dinheiro é aplicado, saber que a escolha dos prestadores de serviço não acontece mais à base de favores, mas sim seguindo critérios de transparência que sigam padrões altos de qualidade e preço justo. E aos antigos privilegiados, que não querem deixar de lucrar às custas da população, nada disso interessa.

Por blog do Jhon Cutrim

Nenhum comentário:

Kellyane denuncia descaso e abandono da U.E. Pe. Possidônio Monteiro em Bacabeira.

Mais uma denúncia, mais um descaso por parte da gestora Fernanda Gonçalo do Município de Bacabeira. A Vereadora Kellyane,  esteve nesta m...