sábado, 18 de julho de 2015

Governo dá continuidade ao acompanhamento técnico de escolas do Sistema Estadual de Ensino

Gestores e educadores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) deram continuidade, nesta sexta-feira (17), ao acompanhamento técnico das escolas do Sistema Estadual de Ensino. Desta vez foram visitadas escolas dos bairros Sol e Mar, Divineia e Turu, em São Luís. As visitas facilitam o acompanhamento das necessidades das escolas, e da comunidade escolar, e o planejamento das ações em respostas às demandas de cada uma.
Secretária Áurea Prazeres e equipe vistoriam infraestrutura de escolas



“Temos a missão de percorrer o estado em visita às escolas. É um momento é de extrema importância porque é a oportunidade de falar de perto com as lideranças da comunidade escolar e com os gestores para levantar demandas e encaminhar ações”, afirmou Áurea Prazeres. 

A primeira escola visitada foi a Unidade Integrada Emésio Dário, no bairro Sol e Mar. Lá, os 815 alunos da unidade têm à disponíveis laboratórios de informática e de ciências, além de sala de recursos (a escola possui 12 alunos portadores de deficiência auditiva). O diretor Marcus José Pereira pediu a troca da fiação elétrica e mudança do piso. 

Ainda no bairro Sol e Mar, a secretária Áurea Prazeres sugeriu ao secretário municipal de Desportos e Lazer de São Luís,Júlio França, que acompanhou as visitas, uma parceria para reforma da quadra de esportes da Associação de Moradores do Sol e Mar, o que beneficiaria a escola e a comunidade.

A segunda escola visitada foi o Centro de Ensino Vinícius de Moraes, na Divineia, que reúne 936 alunos em três turnos. No encontro com a equipe da Seduc, a diretora Jandira Moreira destacou a importância da escola na comunidade. “A escola é reconhecida pela comunidade e, a cada ano, aumenta a procura pelos serviços oferecidos por esta unidade de ensino”, afirmou.

O Centro de Ensino do Turu foi o último a ser visitado na sexta-feira. A diretora Claudiana Sousa falou sobre o trabalho da Seduc para recuperar a estrutura física da escola. “Ao assumir a Secretaria, a atual gestão restaurou tudo, o prédio estava quase caindo”, recordou acrescentando que, por causa disso, a escolar perdeu muitos alunos. “Já tivemos mil estudantes, agora temos 700 nos três turnos”, disse.

O presidente do grêmio estudantil do Centro de Ensino, Thalyson Fernando, destacou a atenção dada pela Seduc ao grêmio. “Esta gestão dá a devida importância aos grêmio, com o projeto de disponibilizar nas escolas salas para as lideranças estudantis”, afirmou.
  

Nenhum comentário:

Empresa ligada a Câmara paga pesquisa que foi feita na data do " arrastão", apontou Jonas Magno em Rosário

Com sua rejeição nas alturas, o aprendiz de politico Jonas Magno- PDT candidato a prefeito em Rosário divulgou nesta quinta-feira 22 uma pes...