terça-feira, 17 de maio de 2016

Grupinho quer impor Rosa como vice de Willame e ameaça lançar 4° via em Rosário

A noite de segunda-feira (16),  foi marcada por traição daqueles que diziam aceitar qualquer decisão do pré-candidato a prefeito de Rosário, Willame Anceles (PCdoB) sobre a escolha de seu vice. O grupinho, como estão sendo chamados, fizeram uma reunião  no povoado São João do Rosário para tentar impor e obrigar Willame a recuar da escolha de Hamilton Misteira (PSD) como seu vice,  para aceitar o nome de Rosa ou qualquer outro nome decidido pelo grupinho,  caso contrário pretendem levar em frente a decisão de lançar Rosa (PT) como candidata a prefeita.

O grupinho é  formado basicamente pelos presidentes dos partidos PDT, PT e SD  (Solidariedade) que curiosamente antes da escolha de Misteira não se uniam em torno de um nome.  São eles Cardoso (PDT), Rosa (PT) e Odilon (SD),  dos três apenas Cardoso tem apoio de uma parcela mais significativa de filiados em suas decisões. No comando do grupinho está o vereador Sandro Marinho (PDT) que tem problemas de natureza  pessoais  com Misteira. Vale ressaltar que a exemplo de Rosa, Sandro havia se aliado há pouco tempo com Willame após retornar à oposição.

Apesar da presença de populares que foram rasteiramente  enganados por um convite para tratar de assuntos de interesse coletivo da comunidade e da política rosariense em geral, a reunião foi um grande  fracasso,  pois não conseguiram a adesão popular desejada e a mesma acabou tendo que ser finalizada,  fato que se deu por conta de uma confusão originada após uma mulher afirmar que o ato "era uma dor de cotovelo" e que agora mesmo que votaria em Willame por causa dessa tentativa de golpe.

O certo é que a tentativa de botar pressão em Willame está pegando muito mal perante a opinião pública que aceitou de maneira positiva a decisão por Misfeira. Outra conclusão é a chapa encabeçada por Rosa ou qualquer nome lançado pelo grupinho para ser uma espécie de quarta via será um suicídio políticos para todos que aderirem,  afetando negativamente e inviabilizando  pré-candidaturas à vereador,  ou seja, "morreram abraçados" na mancha política  formada  por seus próprios egos. Visto que se trata de pura arrogância, autoritarismo, coronelismo e interesses pessoais a frente dos ideais de coletividade, práticas que são impopulares anti-democráticas.

O próprio vereador Sandro Marinho com essa atitude põe em risco a sua reeleição e também daqueles outros nomes que tem potencial para chegar na Câmara ou alcançar boas votações. Por outro lado,  Willame sairá fortalecido se mantiver sua palavra e não recuar a essa chantagem pública,  Pois o que Sandro e outros três querem é  fazer Willame de marionete. Resta saber se Willame vai sucumbir como um rato medroso ou se  manterá a palavra como um líder e homem de pulso forte que responde por seus atos.

Nenhum comentário:

Grupo de Wennder Rocha vai com Eduardo Braide 19

Wennder Rocha mostra força vai de Braide 19 com seu grupo O irmão do Senador Weverton Rocha , o candidato a vereador Wennder Rocha (PDT ) vê...