terça-feira, 24 de maio de 2016

Prejuízo de empresários com ônibus queimados já chega a R$ 1 milhão

Ônibus destruídos em incêndio criminoso na noite de quinta-feira 19, na Liberdade
Já soma R$ 1 milhão o prejuízo das empresas de transporte coletivo de São Luís por causa dos ataques que aconteceram na cidade de quinta-feira, dia 19, até o domingo, dia 22. Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), 17 ônibus foram atacados ou sofreram tentativas de depredação. Destes, sete tiveram perda total, somando R$ 1 milhão em prejuízos para os empresários. Por causa dos ataques, na quinta-feira, 19, e no sábado, 21, os usuários ficaram sem transporte à noite. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema) afirmou que novo recolhimento da frota dependerá da efetividade das ações policiais de combate ao crime.

Os ataques a ônibus em São Luís começaram na quinta-feira. Por volta das 18h30, um ônibus da linha Jardim Tropical sofreu tentativa de depredação e por volta das 19h um veículo da linha Liberdade foi incendiado, em São Luís. O último ataque aconteceu por volta das 18h de domingo, quando um ônibus da linha Alto do Turu foi atacado por criminosos. Este foi considerado pelo SET como o ataque mais grave.

“Nos ataques anteriores, as informações que temos é de que os criminosos mandavam as pessoas descerem. Nesse, assim que o coletivo chegou ao ponto final, foi recebido a tiros. Os passageiros, cobrador e motorista correram sério risco”, disse José Luiz de Oliveira Medeiros, presidente do SET.

Prejuízo

O SET ainda está fazendo um levantamento de quanto é o prejuízo acumulado pelo setor até agora, por causa dos ataques. “Ainda não concluímos o levantamento de quanto foi o prejuízo total acumulado todas essas ações, mas as empresas estão verificando”, afirmou o presidente do SET, José Luiz Medeiros. No entanto, Medeiros estimou em R$ 1 milhão o prejuízo acumulado apenas com os sete coletivos que tiveram perda total com os incêndios.

Por causa dos ataques, os coletivos foram substituídos por outros da chamada “frota reserva”. “Cerca de 12% da nossa frota é reserva. Temos pelo menos 100 ônibus de reserva em São Luís que são colocados em operação quando necessário. Mas essa substituição prejudica e atrasa nosso cronograma de manutenção dos veículos que circulam diariamente”, informou José Luiz Medeiros.

Ainda segundo o SET, em reuniões com o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, já foi discutida a possibilidade de ressarcimento dos prejuízos dos empresários pelo poder público.

Por causa dos ataques a população ficou sem transporte nas noites de sexta-feira e sábado. “No sábado, o recolhimento foi causado por boatos, então, o SET e os rodoviários recolheram a frota, acreditando que, por causa do ocorrido na sexta-feira a população estaria em casa mais cedo no sábado”, disse Medeiros.

Ainda segundo o presidente do SET, a orientação dos empresários é de que mesmo com ataques, a frota circule em seu horário normal, até as 22h30, com recolhimento começando às 23h, como ocorre diariamente.

Recolhimento
O presidente do Sttrema, Isaías Castelo Branco, informou que o recolhimento da frota vai depender da ocorrência de novos ataques e da avaliação da executiva do sindicato sobre o cumprimento, pela Polícia Militar (PM), do esquema de segurança que ficou acordado em reuniões que ocorreram logo após os primeiros ataques. “No caso do ataque ocorrido ao ônibus no Alto do Turu, nos foi confirmado que a viatura que estava no ponto final da linha saiu e quando o ônibus voltou, ficou desprotegido”, informou.

Ainda segundo Isaías Castelo Branco, a maioria dos ônibus atacados é de linhas da zona rural e de bairros dos demais municípios da Região Metropolitana de São Luís. Com o reforço no policiamento após os ataques registrados na quinta-feira, 19, e na sexta-feira, 20, no fim de semana, os criminosos conseguiram incendiar apenas dois coletivos, ambos no Alto do Turu (um no sábado, 21, por volta das 6h, e outro no domingo, 22, às 18h). No primeiro dia de atos criminosos, os ataques se concentraram no período da noite. Já na sexta-feira, os ataques foram registrados ao longo do dia, sendo o primeiro às 7h10 e o último por volta das 20h.

CRONOLOGIA DOS ATAQUES, PREJUÍZO JÁ CHEGA A R$ 1 MILHÃO 

Quinta-­feira (19)
18h30 ­ Jardim Tropical, Vila Roseana, Cidade Verde e Vila Cafeteira (tentativa)
19h30 ­ Liberdade
20h30 ­ Raposa

Sexta-­feira (20)
7h10 ­ João de Deus
11h ­ Coroadinho (tentativa)
12h ­ Sol e Mar
18h30 ­ Parque Jair
19h ­ Vila Maranhão
19h ­ Residencial Nova Terra
20h ­ Vila Luizão

Sábado (21)
6h ­ Alto do Turu

Domingo (22)
18h ­ Alto do Turu

Segunda (23)
20h Vila Maracujá (tentativa)

Nenhum comentário:

Ibope aponta Braide com 54% e Duarte com 46%

A TV Mirante divulgou nesta sexta-feira (27), no JM2, a última pesquisa Ibope no segundo turno da eleição para prefeito de São Luís, entre o...