sexta-feira, 21 de julho de 2023

PL aplica punições a Josimar Maranhãozinho, Detinha, Júnior Lourenço e Gildenemyr

 


O Partido Liberal (PL) deu início a uma série de punições por infidelidade partidária, incluindo um processo de expulsão contra o deputado Yury do Paredão (PL-CE). Além disso, outros oito deputados receberam suspensões de três meses em suas participações em comissões na Câmara dos Deputados.

Entre os parlamentares suspensos, estão os deputados maranhenses Josimar Maranhãozinho, sua esposa Detinha, Júnior Lourenço e Gildenemyr.

O ofício assinado pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto, explica que a punição foi aplicada devido ao voto dos parlamentares “em desacordo com o determinado pela resolução administrativa”. A orientação da sigla era que os deputados votassem contra a Medida Provisória, porém, durante a votação sobre a reestruturação ministerial do governo Lula (PT), os parlamentares em questão votaram a favor da medida.

Yury do Paredão, Josimar Maranhãozinho, Detinha, Júnior Lourenço, Gildenemyr e mais três parlamentares receberam punições pela votação contrária à orientação do partido. Vinicius Gurgel (AP), que se absteve na votação, foi poupado da suspensão. Os demais dez parlamentares que faltaram à sessão também não foram punidos.

Diante dessa situação, os nove deputados suspensos, incluindo Detinha, Bacelar (BA), Josimar Maranhãozinho, Junior Lourenço, Junior Mano (CE), Matheus Noronha (CE), Pastor Gil (MA), Vinicius Gurgel e Yury do Paredão, foram retirados de suas atuais comissões e ficarão impossibilitados de serem indicados como suplentes ou titulares nas comissões nos próximos três meses.

Nenhum comentário:

União de Amílcar e Léo Costa em Barreirinhas

Uma união no município de Barreirinhas, entre o ex-prefeito e pré-candidato  a prefeito Léo Costa (Podemos),  com atual prefeito Amílcar (PC...