terça-feira, 2 de abril de 2013

Duplicação da BR-135 está avançada e segue firme, informa DNIT


Trecho de 27,3 quilômetros deverá ser concluído em outubro de 2014, mas o prazo poderá ser antecipado em até seis meses.

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infrastrutura de Transportes (SRMA/DNIT) informou que as obras de duplicação da BR-135, principal rodovia que corta o estado, referentes ao primeiro lote (trecho entre Estiva e Bacabeira), seguem em ritmo avançado. Ainda segundo o órgão, os 27,3 quilômetros do primeiro lote deverão ser concluídos em outubro do ano que vem. No entanto, esse mesmo prazo poderá ser antecipado em seis meses, dependendo das condições meteorológicas no trecho da obra, nos próximos meses.
Atualmente, os serviços do primeiro lote estão na fase de colocação das colunas de brita. Para isso, são utilizadas três máquinas de grande parte que efetuam a compactação da brita no solo mole do entorno da rodovia. Outras seis máquinas com capacidade similar deverão ser adquiridas pelo Consórcio Serveng/Aterpa, responsável pela duplicação, e incorporadas à obra da BR-135 até junho deste ano.
A colocação das colunas de brita é a etapa mais cara do primeiro lote de duplicação da BR-135 e está orçada em R$ 150 milhões, valor equivalente a 42% do custo total (estimado em R$ 354 milhões). "A colocação da brita é necessária, pois para que a rodovia possa ser construída, ao lado da atual, precisa ter uma base firme. Com a aquisição de outras seis máquinas para esse serviço, acredito que poderemos entregar a obra antes", disse o superintendente do DNIT no Maranhão, Gerardo Fernandes.
Outro fator, segundo o DNIT, que será fundamental para a antecipação do prazo final de entrega do primeiro lote, diz respeito ao índice de chuvas no local da obra. "Nos últimos dias, a obra seguiu num ritmo um pouco mais lento por causa das chuvas. Para recuperar esse tempo, engenheiros do Consórcio estão trabalhando, inclusive durante a noite. Para isso, estão sendo utilizados 16 holofotes durante os serviços", informou o superintendente.
Outros lotes - As obras dos lotes II (do município de Bacabeira ao povoado Outeiro, popularmente conhecido como Entroncamento), que corresponde a 44,6 quilômetros, e III (do povoado Outeiro ao município de Miranda do Norte), que totaliza 31,7 quilômetros, da duplicação da BR-135 deverão ser iniciadas no ano que vem.
Por enquanto, ainda não há prazos para a abertura de licitação que escolherá a empresa responsável pela execução dos serviços. Para a as obras nos lotes II e III, será necessário um licenciamento ambiental, que por enquanto não foi expedido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema). Para que o processo licitatório seja mais ágil, os lotes II e III deverão ser licitados pelo Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC), mesmo método utilizado nas obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC2).

Nenhum comentário:

Ciclista morre após ser atropelado na BR-402, em Rosário

Na manhã da última sexta-feira, 18, um ciclista identificado como José Aparecido Costa, morreu após ser atropelado por um carro, no km 15...