segunda-feira, 5 de julho de 2021

Lucas Porto condenado a 39 anos de prisão pela morte de Mariana Costa

 


O réu Lucas Leite Ribeiro Porto foi condenado a pena máxima de 39 anos de prisão pela morte da publicitária Mariana Meneses de Araújo Costa Pinho, de 38 anos, sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney, no dia 13 de novembro de 2016, no apartamento da própria vítima, no Turu.

O júri popular que teve início no dia 30 de junho só terminou na madrugada desta segunda-feira (5).

Lucas porto foi condenado a 30 anos de prisão por homicídio com quatro qualificadoras: feminicídio, asfixia, impossibilidade de defesa e ocultação de provas e 9 anos de prisão por estupro, totalizando a pena de 39 anos de reclusão em regime inicialmente fechado.

Lucas Porto permanece preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. 

A defesa do empresário já afirmou que vai recorrer da decisão.

O julgamento:

O júri popular durou seis dias, onde foram ouvidas 21 testemunhas no total. A sessão foi presidida pelo juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Heluy Júnior. A acusação ficou com os promotores de Justiça Marco Aurélio Ramos Fonseca e André Charles Alcântara, assistido por uma equipe de nove assistentes de acusação. Na defesa do réu, atuaram sete advogados.

O crime

De acordo com laudos da perícia apresentados à Justiça, Lucas Porto estuprou e matou a ex-cunhada Mariana Costa por asfixia ocasionada por sufocação em novembro de 2016. O crime teria sido motivado por uma paixão do suspeito pela vítima.

Nenhum comentário:

Em Rosário, Referência no Maranhão, Ponto de Distribuição PAA Leite recebe visita da coordenação estadual

 N a última quinta-feira (21), uma equipe comandada pela assistente social Viviane e pela Dra. Fabíola que fazem parte da coordenação estadu...