domingo, 10 de março de 2024

Presidiário beneficiado com “saidinha” não retorna e quase mata motorista de aplicativo em São Luís


O presidiário Geovane Silva Assunção esfaqueou um motorista de aplicativo, nesse sábado, 9, durante um assalto no bairro de Maracanã, em São Luís. Geovane foi preso e autuado em flagrante.

Ele havia sido beneficiado por uma “saidinha temporária” no dia dos pais, em agosto do ano passado. Não retornou à Penitenciária de Pedrinhas nem foi mais preso.

Por volta de meio-dia de ontem, ele solicitou uma corrida por meio de aplicativo. Pouco depois de adentrar ao veículo, um Ônix, branco, placas PTZ0I78, Geovane sacou uma faca e atingiu com um golpe o motorista, identificado como Gleydson Costa Fróes, assumindo o controle do carro.

Gleydson foi socorrido e levado para a UPA do Maracanã, enquanto o assaltante se deslocou com o veículo roubado para Barreirinhas, onde foi tendo preso pela polícia militar por volta das 20h00, quando estava dirigindo no centro da cidade.
Geovane recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante, em cumprimento a um mandado originado na Primeira Vara das Execuções Penais de São Luís.

Conforme pesquisa, Geovane Silva Assunção foi preso em 2016, pelo SEIC l, por ter sequestrado e assassinado Pedro de Aquino Santos, de 66 anos.

O informante 

Nenhum comentário:

Braide comemora nota “A” no Ranking de Transparência do TCE-MA

A Prefeitura de São Luís, na gestão do prefeito Eduardo Braide (PSD), segue acumulando resultados positivos no quesito transparência. O mais...