terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Rodoviários não recebem salários e anunciam greve em São Luís

A população de São Luís pode ficar sem ônibus durante todo o dia de ho­je. Pelo menos é o que afirma o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema), que decidiu suspender a circulação dos ônibus por causa de atraso no pagamento dos salários dos trabalhadores. Caso os empresários efetuem o pagamento, a qualquer hora do dia, o transporte coletivo deve voltar a funcionar normalmente. Hoje, em nova reunião, os rodoviários definirão se a greve terá continuidade.

A primeira paralisação dos rodoviários, de advertência, aconteceu na madrugada de segunda-feira, 22. Das 4h30 às 6h30 os veí­culos da maioria das empresas que exploram o serviço ficaram retidos nas garagens. Ainda no começo da manhã, os ônibus voltaram a circular e quem precisou se deslocar pela cidade não chegou a sentir muito os reflexos do movimento.

O Sttrema então decidiu, em assembleia e depois de reunir-se na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), com a presen­ça de representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), que hoje a paralisação será mais longa. Com essa medida, o sindicato quer pressionar os empresários a efetuarem o pagamento dos funcionários, que está em atraso.

Hoje deve ser feita uma reunião de avaliação, para determinar se a paralisação se estenderá à quarta-feira. Segundo diretores do Sttrema, essa reunião de avaliação deve ser diária para determinar os caminhos do movimento, que pode se tornar uma paralisação por tempo indeterminado, caso os empresários não paguem os 40% do salário devido aos trabalhadores.

Parcelado

O salário dos rodoviários é pago em duas parcelas. A primeira até o quin­to dia útil do mês, quando é pago 60% do valor, e no dia 20, quando são pagos os 40% restantes. No entanto, segundo a entida­de, desde outubro de 2015 as empresas não estão cumprindo as da­tas acordadas. “No último mês, a primeira parcela foi paga com mais de seis dias de atraso.

Algumas empresas pagaram apenas no dia 15, quase na data em que deveriam estar pagando a segunda parcela”, afirmou Isaías Castelo Branco, presidente do Sttrema.

Por causa disso que houve a paralisação de advertência ontem. De acordo com Isaías Castelo Branco, apenas as empresas Pericumã, Viação Pelé, Viação Matos e Trans Requinte estão em dia com os pagamentos e foram as únicas cujos trabalhadores não participaram do movimento. “Essas são empresas menores. Todas as outras estão atrasando”, disse.

No início da tarde de ontem, aconteceu uma reunião na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), com a presença de representantes do Sttrema e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) para definir a situação dos pagamentos. “Essa discussão é para regularizar o pagamento dos nossos salários. Ainda não começamos a campanha salarial 2016 e desde já as empresas já estão atrasando os acordos firmados”, comentou Isaías Castelo Branco.

De OEstado 

Nenhum comentário:

Kellyane denuncia descaso e abandono da U.E. Pe. Possidônio Monteiro em Bacabeira.

Mais uma denúncia, mais um descaso por parte da gestora Fernanda Gonçalo do Município de Bacabeira. A Vereadora Kellyane,  esteve nesta m...