segunda-feira, 22 de abril de 2024

Movimento feminista protesta na Câmara de São Luís pedindo a cassação de Domingos Paz


Movimento feministas realizou nesta segunda, 22, um protesto na Câmara Municipal de São Luís, contra a manutenção do mandato do vereador Domingos Paz, investigado por quebra de decoro.

O grupo exige que a Comissão de Ética da Casa Legislativa conclua o relatório sobre as investigações contra o vereador suspeito de comete crimes de assédio sexual, estupro de vulnerável e ameaça.

A Comissão responsável pelo caso é composta pelos vereadores Astro de Ogum (presidente), Aldir Junior (relator), Chaguinhas, Marcial Lima e Coletivo Nós (titulares), além de Andrey Monteiro (suplente) e iniciou as oitivas no último dia 10. O prazo para o parecer final da Comissão era para o dia 17 de abril, mas como não houve conclusão, o grupo foi até a Câmara protestar.

Entenda o caso- Em dezembro de 2022, Domingos Paz foi denunciado por uma ex-conselheira Tutelar de São Luís. Após inquérito aberto pela Polícia Civil outras possíveis vítimas, incluindo uma adolescente de 14 anos, se manifestaram.

Em outubro de 2023, a Procuradora Geral da Câmara registrou um boletim de ocorrência contra Paz por ameaças a outros vereadores.

Em dezembro, a vereadora Silvana Noely apresentou um novo relato de abuso sexual cometido por Domingos em face de uma jovem de 17 anos, que trabalhava na casa do edil. A denúncia foi formalizada pela suposta vítima e protocolada na Comissão de Direitos Humanos da Câmara de São Luís.

O vereador nega todas as acusações e diz  ser vítima de perseguição política. (O Informante) 

Nenhum comentário:

Braide anuncia a contagem regressiva para entrega do Trânsito Livre no Calhau

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), neste domingo (19), anunciou que a obra do Trânsito Livre no Calhau, que retira a Rotatória da...