sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Investigação para a MA-315.

Há cerca de um ano, o governo do Maranhão, entregou com toda pompa a MA-315, no trecho Barreirinhas – Paulino Neves, totalmente recuperada. No entanto, em 60 dias a obra começou a se deteriorar.
Na época, a gestão estadual alegou que as chuvas e o tráfego intenso de veículos pesados (se referia à empresa que estava instalando um parque eólico na área) causaram a destruição da rodovia.
Os meses foram passando e, 12 meses depois, a situação da estrada só piorou.Mesmo com tanta reclamação de moradores e de quem passou pela MA, os órgãos de fiscalização nada fizeram para apurar se os quase R$ 10 milhões investidos foram usados de forma correta.
Apurar, na verdade, os culpados por uma obra que não teve durabilidade.
Como o Tribunal de Contas do Estado (TCE) não se manifestou e nem o Ministério Público Estadual (MP), mesmo diante da repercussão dos problemas na MA-315, o deputado estadual Wellington do Curso entrou com representação nos dois órgãos, para pedir abertura de investigação.
Espera-se agora que haja uma apuração detalhada a fim de saber de que forma o recurso público foi investido e se foi usado dentro do que prevê a legislação. É aguardar o TCE e o MP se manifestarem.
Em recuperação – Sobre a MA-315, o secretário Estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, disse à coluna que a recuperação da via está em pleno andamento.
Segundo o gestor, em um prazo de 30 dias, os trechos com problemas serão recuperados.
Ainda segundo Noleto, a empresa que fez a obra está sendo acionada judicialmente pelo Governo do Maranhão devido aos problemas que ocorreram após entrega do serviço.
Estado Maior

Nenhum comentário:

"É um desrespeito para com a população rosariense ficar correndo atrás de alianças e de votos neste momento" diz Carlos Macarrão.

Carlos Macarrão pré-candidato a prefeito de Rosário  O servidor da Polícia Federal e pré-candidato a prefeito de Rosário Carlos Macarrã...